Pelo menos 350 agentes da Polícia Civil divididos em 80 equipes participam de uma grande operação nesta quinta-feira para cumprir 25 mandados de prisão e 25 de busca e apreensão contra uma quadrilha que realiza roubo de cargas no Rio. Onze pessoas foram presas nas ações que aconteceram na Capital e Baixada Fluminense. A quadrilha procurada é responsável por pelo menos três roubos por semana nos últimos seis meses.

Material apreendido na operação desta quintaEstefan Radovicz / Agência O Dia

A operação, chamada de “Homem de Ferro” e que começou às 5h30, é coordenada pela 64ª DP (São João de Meriti) e tem a participação de várias delegacias, entre elas a Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas (DRFC), com o apoio de dois blindados. Os mandados estão sendo cumpridos no Complexo da Pedreira, Parque Colúmbia (Pavuna), Acari, e outros endereços em São João de Meriti, Belford Roxo e Mesquita.

Os cinco primeiros presos, entre eles uma mulher, foram detidos em Acari, na Zona Norte do Rio, todos em cumprimento a mandados de prisão. Entre os alvos da ação estão também receptadores de cargas. Outras seis pessoas foram presas. Todos estão sendo levados para a Cidade da Polícia, no Jacarezinho.

 

A ação foi desencadeada após a prisão de Herbert da Silva Pinto, o Gabera, apontado como o líder da quadrilha, ocorrida nesta quarta-feira na Favela Parque Centenário, no Complexo da Mangueirinha, em Duque de Caxias. Seu grupo realiza roubos nas rodovias Washington Luiz (BR-040) e Arco Metropolitano. Além de Gabera, foram presos na quarta-feira Luis Felipe da Silva Maria e Bruno Santos da Silva.

Os produtos visados pelo bando de Gabera são alimentos e eletroeletrônicos. De acordo com as investigações, o material roubado pelos criminosos é oferecido através das redes sociais. A função do líder da quadrilha era escolher que veículo seria atacado e dar a ordem para a abordagem.

As investigações também apontaram que muitos funcionários de empresas de cargas tem relação com os criminosos e receptadores de cargas, principalmente fornecendo informações sobre quantidade, tipo de produto e locais de rota e entrega de material, o que facilita a abordagem dos bandidos aos motoristas nas ruas do Estado.

Gabera e comparsas foram presos nesta quarta-feira
Fonte: O DIA

Edição de matérias sobre Seropédica e atualidades.

Faça o seu comentário