A agricultura de Mesquita conseguiu duas importantes vitórias nas últimas semanas. No final do ano passado, a Cooperativa dos Produtores Agropecuários de Mesquita, a COOPAMESQ, conquistou o Registro de Estabelecimento fornecido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. O documento autoriza o grupo a comercializar doces, geleias e polpas de frutas, como abacaxi, acerola, açaí, cajá, goiaba, maracujá, manga, jabuticaba e seriguela, no âmbito nacional. E a novidade já mudou a vida de quatro agricultores. É que eles foram contemplados no Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) da Universidade Federal Rural Do Rio De Janeiro (UFRRJ).

“Antes, os agricultores de Mesquita tinham bastante prejuízo com o que sobrava de seus produtos, já que a demanda interna não era tão vantajosa para eles. Agora, com a possibilidade de venderem para qualquer lugar do país, novas possibilidades de negócios surgem e isso é bom para todo mundo. Além disso, nossas colheitas são de extrema qualidade”, valoriza Fabio Baiense, subsecretário de Trabalho, Desenvolvimento Econômico e Agricultura de Mesquita.

A partir de agora, esses profissionais do campo fornecerão para a UFRRJ produtos cultivados em Mesquita. Na lista, estão 500 kg de abacate, 1.600 kg de banana prata, 200 kg de batata doce, 3.840 kg de caqui e 480 kg de chuchu. Eles receberão por seus produtos o valor de aproximadamente R$ 30 mil. Os alimentos serão utilizados no bandejão da universidade, para a preparação de 4.500 refeições por dia.

Edição de matérias sobre Seropédica e atualidades.

Faça o seu comentário