Outras três pessoas tiveram os veículos roubados; assista ao vídeo do momento do crime

 segundo sargento do Exército identificado como Bruno Albuquerque Cazuca, de 35 anos, foi morto durante um arrastão, na manhã desta terça-feira, em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Ele foi abordado por um grupo armado com pistolas quando conduzia um Kia Picanto pela antiga Rio-São Paulo.

Segundo informações do 40º Batalhão da Polícia Militar (BPM) de Campo Grande, além da morte, o grupo também conseguiu assaltar outros três motoristas que estavam no local.

De acordo com o site Extra, uma vítima afirmou que ao menos oito homens armados e distribuídos em dois carros, interditaram as pistas e abordaram os motoristas. Imagens de segurança registraram o momento do crime que ocorreu por volta das 5h.

Nas gravações é possível ver que o sargento entra em luta corporal com um dos assaltantes. Na confusão, Bruno foi atingido pelo homem e em seguido por outros comparsas.

A testemunha comentou ainda que durante os disparos, os criminosos gritavam: “A gente mata mesmo. Se reagir a gente mata”.
 

No carro do militar, os agentes localizaram uma farda. A polícia irá apurar se o sargento foi morto porque o grupo viu o uniforme ou se Bruno reagiu ao assalto.

O profissional do exército deixa a esposa grávida, além de dois outros filhos.

Faça o seu comentário