As pesquisas sobre aproveitamento de resíduos orgânicos englobam as ações relacionadas ao desenvolvimento de tecnologias que utilizam processos biológicos para o aproveitamento de coprodutos e resíduos, visando, principalmente, à redução da dependência de insumos agropecuários não renováveis, com ênfase nos processos de compostagem e vermicompostagem.
Entre as atividades do grupo destaca-se a busca por alternativas às matérias-primas tradicionalmente utilizadas no processo de compostagem, como o esterco bovino e outros resíduos animais, avaliando-se diferentes materiais de origem vegetal, como palhada de diversas espécies, bagaço de cana-de-açúcar, torta de mamona, resíduo de algodão, entre outras. Há, ainda, a utilização de gongolos no processo de vermicomostagem, considerando que o animal apresenta grande capacidade para o processamento de diferentes matérias-primas, como grama, papelão, sabugo de milho e fibra de coco.
Um dos destaques dessa linha de pesquisa foi o desenvolvimento de um substrato para a produção de mudas em sistemas orgânicos constituído por vermicomposto, fino de carvão vegetal e torta de mamona, cuja principal vantagem é a de utilizar somente resíduos vegetais para sua obtenção, não oferecendo restrição aos princípios agroecológicos. Destaca-se também o xaxim agroecológico, que é uma alternativa ao tradicional, feito à base de resíduos orgânicos.
Folders relacionados: 
adubo_100_vegetal minhocultura  
hqdefault