Comissão de Defesa do Consumidor da Alerj vai entrar com ação contra o McDonald’s por conta do McPicanha sem picanha

0
67

A gigante do fast food poderá ter que pagar R$ 100.000,00 por dia se o sanduíche não passar a ter o ingrediente que tem no nome

A gigante do fast food poderá ter que pagar R$ 100.000,00 por dia se o sanduíche não passar a ter o ingrediente que tem no nome
A gigante do fast food poderá ter que pagar R$ 100.000,00 por dia se o sanduíche não passar a ter o ingrediente que tem no nome

A notícia do sanduíche de picanha sem picanha, vendido pelo McDonald’s, deu enorme repercussão. Diante do tema, a Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), presidida pelo deputado Fábio Silva, vai entrar com uma ação civil pública contra a gigante do fast food.

A ação elaborada pela Comissão fala em “para a hipótese de não cumprimento da tutela de urgência de natureza antecipada a ser concedida por esse juízo, ou atraso no seu cumprimento, seja a ré compelida definitivamente ao pagamento de multa no valor de R$ 100.000,00 (cem mil reais) por dia, a ser recolhida ao Fundo Especial de Apoio a Programas de Proteção e Defesa do Consumidor – FEPROCON”.

A polêmica se deu depois que a página Coma Com os Olhos, que faz resenhas sobre lanches no Instagram, publicou que a linha de sanduíches McPicanha, recentemente relançada, não tinha mais picanha entre os ingredientes de seu hambúrguer.

A empresa admitiu que o sanduíche só tem “molho sabor picanha”. Na noite de ontem, após a repercussão negativa, pediu desculpas “se o nome escolhido gerou dúvidas” e informou que vai retirar o sanduíche do cardápio.

Fonte: Diário do Rio