Túmulo do Beato Carlo Acutis é reaberto em Assis

0
450

O corpo do beato ficará exposto permanentemente para visitação dos devotos

O Bispo de Assis, Dom Domenico Sorrentino, reabriu o túmulo do Beato Carlo Acutis. Foi após a celebração de uma Missa no Santuário do Despojamento de São Francisco de Assis, que se destina a reviver o gesto com o qual o santo se despojou de seus bens terrenos.

“Os lugares de Francisco e o corpo do Beato Carlo [Acutis] são formas de encontrar o Senhor. Suas imagens, colocadas juntas na entrada do Santuário, apontam para Jesus”, afirmou Dom Sorrentino.

Com esta iniciativa, espera-se que “esta consciência encoraje todos os peregrinos que vêm ao Santuário, incentivando-os a se abrirem à luz do Evangelho e a terem uma profunda experiência de fé”, concluiu o bispo.

Dado que o corpo permanecerá em exposição permanente, os responsáveis pelo santuário convidam os fiéis a não se apressarem, evitando, assim, possíveis multidões nos dias de pico.

Para rever a celebração da Santa Missa e a reabertura do túmulo do Beato Carlo Acutis, clique aqui.

Corpo incorrupto: quais foram os tratamentos aplicados ao rosto de Carlo Acutis?

Impressionante estado de conservação do corpo do jovem chamou a atenção até da mídia laica nas últimas duas semanas

Corpo incorrupto: nas últimas duas semanas, a notícia da beatificação de Carlo Acutis chamou a atenção da mídia laica internacional não tanto pelo testemunho de virtude e santidade do futuro beato, mas, principalmente, pela grande curiosidade quanto ao estado de conservação do seu corpo.

Carlo faleceu em 2006, aos 15 anos, em decorrência da leucemia. Após o transcurso dos anos, porém, a divulgação de imagens do seu corpo apresenta uma extraordinária preservação, que impactou crentes e descrentes e gerou uma onda de comentários nas redes sociais.

Mas o que é um corpo incorrupto?

São os corpos que a graça divina preserva da corrupção do túmulo. Acontece que essa preservação tem graus: nem todo corpo preservado revela o mesmo nível de incorruptibilidade.

Teologicamente, aliás, só existe um corpo incorrupto: o de Cristo, Nosso Senhor. O da Santíssima Virgem também foi preservado em nível extraordinário, mas pela graça do seu Filho.

Alguns santos também receberam a graça de um grau elevado de incorruptibilidade física; outros receberam essa graça em grau menos pleno. A título de comparação, é como dizer que alguém é bom: na verdade, só Deus é plenamente Bom, porque Ele é a própria Bondade. No entanto, as pessoas podem participar, em graus imperfeitos, da bondade divina: assim, algumas têm maior ou menor grau de bondade.

Mas e o corpo de Carlo Acutis, está ou não está incorrupto?

O pe. Marcelo Tenório, brasileiro, que é vice-postulador da causa de canonização do jovem italiano, declara que sim.

Ele testemunha:

“Tive a graça de vê-lo quando estava sendo tratado e preparado. Todo corpo incorrupto é arrumado, hidratado; afinal, esteve debaixo da terra por muitos anos. Não importa o grau da ação da graça: o importante é a graça. Querer ficar especulando desvairadamente essa questão evidencia uma curiosidade sem sentido algum. Perde-se o foco, que é o grande sinal que Deus nos deu: o anjo da juventude, Carlo Acutis, está intacto; porque é um sinal de que a santidade sempre vence a morte”.

E ele acrescenta:

“Quanto ao grau de incorruptibilidade do corpo do Carlo, não é o mais importante. Afinal, tantos grandes santos viraram pó”.

O tratamento aplicado ao rosto

O uso do termo “incorruptibilidade”, porém, gera certa polêmica. Muita gente o interpreta ao pé da letra e conclui que o corpo em questão não sofreu grau nenhum de decomposição.

Por isso, Nicola Gori, postulador da causa de beatificação de Carlo, considera que não é acurado utilizar esse termo. Em conversa com a agência católica de notícias ACI Stampa, ele declarou:

“Deram muita atenção ao corpo de Carlo e ao seu estado de conservação. Mas não podemos falar de incorruptibilidade. O que vemos, no entanto, é, sim, o Carlo verdadeiro, nos seus restos mortais. E, com a sua presença, ele liberta esse desejo de olhar para Cristo, que foi o verdadeiro amigo da sua vida”.

Gori explicou, em particular, que o rosto de Carlo passou por um tratamento específico antes da exposição pública do seu corpo aos fiéis. Sobre o rosto do jovem, de fato, há uma máscara de silicone. E por quê? Porque o rosto é a parte mais nobre do corpo humano e a que mais atrai as atenções. Por isso, optou-se por apresentar o corpo bem preservado do jovem e, sobre seu rosto, aplicar uma máscara que o mostrasse tal como era em vida, já que o grau de preservação da face não era total.

Carlo Acutis amava o Brasil e admirava Pelé, revela mãe do beato

CARLO ACUTIS

www.carloacutis.com

Em entrevista exclusiva à Aleteia, mãe de Carlo Acutis diz que pretende fazer uma peregrinação a Aparecida e tenta responder por que o milagre que levou o filho dela à beatificação aconteceu no Brasil
Carlo Acutis tem uma forte ligação com o Brasil. O milagre aceito pelo Vaticano no processo de beatificação do jovem aconteceu em terras brasileiras, em Campo Grande (MS).Além disso, Carlo Acutis morreu no dia 12 de outubro de 2006, dia de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil.

Há outros detalhes que mostram a forte ligação entre o “beato millenial” e os brasileiros. Mas qual o motivo desta conexão, já que o jovem nunca visitou o país?

Em entrevista exclusiva à Aleteia, Antonia Salzano, a mãe de Carlo Acutis tenta encontrar essa resposta. E mais: ela revela que o filho admirava um grande jogador brasileiro e revela que pretende fazer uma peregrinação a Aparecida.

Fonte: Aleteia