Aparição foi registrada na região Sul do País, além da Argentina e Uruguai; especialista acha que pode se tratar de um meteoro

Um objeto luminoso que emitia luz esverdeada tomou o céu na noite de quinta-feira (30) e intrigou brasileiros, uruguaios e argentinos.

As imagens, registradas por curiosos e postadas nas redes sociais, mostram um objeto circular com uma longa cauda cruzando entre nuvens em alta velocidade.

meteoro cruza os ceus
Objeto emitia luz verde enquanto cruzava o céu

O objeto foi visto principalmente na região Sul, como em Porto Alegre, Rosário do Sul, Novo Hamburgo e Quaraí. Buenos Aires também registrou imagens do fenômeno, que ficou nos trending topics.

Espectadores documentam chuva de meteoros

A chuva anual de meteoros Geminids iluminou os céus na noite semana passada foi fotografada por leitores da BBC. Na foto, Chuuyuu Yamato fotografa o fenômeno no Japão. Foto: Chuuyuu Yamato/ BBC
A chuva anual de meteoros Geminids iluminou os céus na noite semana passada foi fotografada por leitores da BBC. Na foto, Chuuyuu Yamato fotografa o fenômeno no Japão. Foto: Chuuyuu Yamato/ BBC
Esta foto foi feita no início da madrugada de sexta-feira, por Simon Boobyer, em Bodiam Castle, ao sul de Londres, Grã-Bretanha. Foto: Simon Boobyer/BBC
Ivan Hawick registrou a chuva de meteoros a partir das ilhas Shetland, Escócia. Como o céu estava completamente limpo, o ele pode ver oito meteoros por minuto. Foto: Ivan Hawick/ BBC
Rico Galassi tirou esta foto em Dickson City, Pensilvânia, EUA:
Karen Parish enviou esta foto da chuva de meteoros, tirada do quintal de sua casa, em Northampton, Grã-Breanha. Foto: Karen Parish /BBC
Foto feita por Adrian Ferramosca na Universidade Parks, em Oxford, Grã-Bretanha
. Foto: Adrian Ferramosca/ BBC
 A chuva anual de meteoros Geminids iluminou os céus na noite semana passada foi fotografada por leitores da BBC. Na foto, Chuuyuu Yamato fotografa o fenômeno no Japão. Foto: Chuuyuu Yamato/ BBC
Ao jornal gaúcho Zero Hora, Gilberto Klar Renner, que atua no planetário da UFRGS, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, afirma que uma das hipóteses mais prováveis para explicar esse aparecimento é que se trate de um meteoro.