Muitos profissionais optaram por se tornar microempreendedores nos últimos anos. Segundo o Portal do Empreendedor, em 2020 foram quase 2 milhões de novos MEIs no Brasil. Apesar de popular, abrir um MEI pode causar dúvidas. Pensando nisso, a Academia Ninja, projeto de conteúdos educacionais para prestadores de serviço desenvolvido pelo GetNinjas, convidou o Amadeu Augusto Moraes, contador em São Paulo cadastrado no app, para desenvolver um passo a passo de como abrir um cadastro de microempreendedor individual. Confira:

1º passo: Pesquisa
Segundo Amadeu, a modalidade MEI é o regime de tributação mais simples do país, mas antes de fazer qualquer cadastro, o profissional deve fazer uma pesquisa prévia sobre a categoria. “Tal sondagem é importante para que o empreendedor certifique qual a atividade que irá desenvolver e se esta atividade atende às regras do MEI emanadas na Lei Complementar nº 128/2008. Além disso, também é necessário fazer uma consulta prévia junto a prefeitura para conferir a viabilidade de seu endereço e atividade escolhida”, explica o contador.

2º passo: Cadastro no Portal do Empreendedor
Todo o cadastro para a abertura do MEI é feito pelo Portal do Empreendedor (https://portaldoempreendedor.gov.br/). Em seguida é necessário clicar em “Empreendedor” e depois na opção “Quero ser MEI”. Por fim é necessário escolher “Formalize-se”.

3º passo: Inclusão de informações pessoais
O profissional será redirecionado para um portal do governo federal. O empreendedor deve preencher o seu CPF e em seguida, será redirecionado para o REDESIM, ambiente para inserção dos dados pessoais. As informações pessoais requeridas são: CPF, data de Nascimento, nome empresarial, nome do empresário, nacionalidade, sexo, nome da mãe, RG, telefone, e-mail, comprovante de endereço e número do recibo da DIRPF dos dois últimos anos, nome fantasia, capital Social, comprovante de endereço da empresa e da residência.

4º passo: Inclusão de informações sobre as atividades
Em seguida, o profissional precisa cadastrar sua atividade principal e as secundárias. Amadeu reforça que o empreendedor deve se atentar, pois só é permitida uma atividade principal e, no máximo, 15 atividades secundárias. A seguir, é necessário detalhar o endereço comercial e as formas de atuação. Após tais etapas e sua respectiva confirmação o MEI do indivíduo estará criado e o CNPJ será emitido junto com o certificado de MEI (CCMEI) ao final do cadastro. É recomendável que tal certificado seja impresso.

Esses e outros assuntos relacionados a empreendedorismo destinado para profissionais autônomos estão disponíveis para prestadores cadastrados na Academia Ninja, por meio do aplicativo ou site.

Sobre o GetNinjas
Disponível nas plataformas digitais – Android, iOS e web -, o GetNinjas é um aplicativo para contratação de serviços e foi listado no Novo Mercado da B3 em 2021, além de ter sido eleito pela Forbes Brasil como uma das empresas mais promissoras do país em 2017. Possui mais de 500 tipos de serviços disponíveis em todo o território brasileiro, que são realizados por 2,1 milhões de profissionais cadastrados em diversas áreas, como reformas, assistência técnica, moda e beleza, serviços domésticos, aulas, eventos, entre outros, e que atendem presencialmente e de forma remota. O GetNinjas foi fundado em 2011 por Eduardo L’Hotellier, que atua como CEO – à frente das operações.