Facebook, Instagram, WhatsApp, Twitter e Tiktok fazem parcerias com o TSE. E mais: pesquisa de nova tecnologia usa grafeno e ondas Wi-Fi para carregar dispositivos

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) fechou parcerias com as redes sociais Facebook, Instagram e WhatsApp para identificar robôs e combater a divulgação de notícias falsas. Curiosamente, pretendem utilizar o seu próprio robô e formulário para interagir com os usuários no WhatsApp e receber denúncias de perfis e contas suspeitas de divulgação de notícias falsas e disparos em massa, o que é proibido pelos termos de uso do app. O serviço funcionará até o dia 19 de dezembro.

Para acessar esse serviço e tirar suas dúvidas pelo WhatsApp aponte a câmera do seu celular para o QR Code oficial no site do TSE, ou adicione o telefone +55 61 99637-1078 aos seus contatos, ou mesmo use o link http://wa.me/556196371078.

No WhatsApp, você pode obter informações sobre os horários e locais de votação, candidaturas em cada cidade e cuidados de proteção contra o coronavírus, além de dicas para mesários. Por outro lado, o Facebook, o Instagram, o Twitter e o TikTok deverão impulsionar conteúdo informativo produzido pela Justiça Eleitoral e dedicar mais recursos de inteligência artificial para gerenciar contas e postagens suspeitas. O TSE garantiu que essas ações não ferem o direito à liberdade de expressão dos usuários das redes sociais.

Pela primeira vez, será possível justificar o voto através do app e-Título em até 60 dias após o pleito (tanto para o primeiro quanto para o segundo turno). O app oficial é gratuito nas lojas Play Store App Store. Também será possível justificar o voto em qualquer sessão eleitoral ou no site do TSE. Convém lembrar que, se houver pendências, o pagamento da multa só pode ser feito no Banco do Brasil (presencialmente ou através do app oficial do banco).

Você quer carregar o seu celular pela Wi-Fi?

Cientistas do MIT (Massachusetts Institute of Technology) estão desenvolvendo uma tecnologia usando grafeno* capaz de converter ondas Terahertz ou raios-T em corrente elétrica contínua para alimentar dispositivos eletrônicos como celulares e marca-passos (neste caso, sem a necessidade de cirurgia para realizar a troca da bateria).

duman-photography-OBl1iZORl9Q-unsplash-edited

O grafeno é um material muito resistente, leve, fino, excelente condutor de eletricidade, podendo ser produzido em laboratório a um custo baixo. Os raios-T são ondas eletromagnéticas de alta frequência produzidas por objetos que emitem calor ou até mesmo pelos nossos corpos. Os pesquisadores pretendem testar a conversão de sinais de Wi-Fi do ambiente para carregar notebooks e smartphones.

Fonte: Avast


 

A Avast é líder global em segurança cibernética, protegendo centenas de milhões de usuários em todo o mundo. Saiba mais sobre os produtos que protegem sua vida digital em nosso site e receba todas as últimas notícias sobre como vencer as ameaças virtuais através do nosso Blog, no Facebook ou no Twitter.

* Original em inglês.

Photo by dole777 and Duman Photography on Unsplash