Bem antes das urnas eletrônicas, Brasil viu um rinoceronte conquistar 100 mil votos e um chimpanzé chegar aos 400 mil