Durante toda a sexta-feira (12) a SMECE (Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esporte) realizou na Câmara Municipal de Seropédica e no CAIC – Paulo Dacorso Filho (BR 465, KM 7) a 2ª Conferência Municipal de Cultura.

O motivo do evento fora debater as diretrizes culturais do município e formalizar o Plano Municipal de Cultura. Para a formalização do Plano foram debatidos durante todo o dia diversos eixos aos quais o mesmo será estruturado.

A mesa de debate do evento foi formada pelo vice-prefeito, Zealdo Amaral, a Coordenadora Regional de Cidadania e Diversidade Cultural do Ministério da Cultura Valquíria Dias, o Presidente da Câmara de Vereadores, Oscar Goulart o Vereador Max Goulart a Subsecretária de Cultura, Nádia Alvarez, a Subsecretária de Ensino Eliana Cristina, a Subsecretária de Planejamento e Orçamento, Mara Lúcia, a Reitora da UFRRJ Ana Dantas, a  Pró-Reitora de Extensão da UFRRJ Katherina Coumendouros  e o Ator; Ex-Secretário de Cultura de Nilópolis; Ex-Presidente do Fórum de Secretários Municipais da Baixada Fluminense Augusto Vargas que foi o palestrante do evento.

Além das autoridades que constituíram a mesa também estiveram presentes o Vereador Rogério Morcego, o Ex-Reitor da UFRRJ, Ricardo Miranda, o Subsecretário de Trabalho e Emprego, Cláudio Fernandes, e o Subsecretário de Esporte, Alexandre Rafael, que realizou a apresentação do evento.

Simultaneamente aos debates ocorreram na Praça Central do município diversas intervenções culturais, houveram apresentações de dança, performances teatrais, além da apresentação da Banda Marcial Evolução.

“Um município sem cultura é um município sem identidade, a cultura de Seropédica está em desenvolvimento e deve ser bem desenvolvida”, pronunciou Max Goulart.

Também vale destacar dentre as apresentações o Freedom Dance, grupo de dança que vêm se destacando na região, a Companhia Municipal de Dança também marcou presença com uma bela apresentação de Ballet, outro espetáculo que chamou a atenção fora uma performance de Dança do Ventre realizada por um grupo do CAC (Centro de Arte e Cultura) da UFRRJ (Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro).

“A parceria entre a UFRRJ e a Prefeitura Municipal é fundamental, essa associação faz com que a universidade cumpra o seu papel real”, comentou Ana Dantas.

Falando-se em apresentações culturais, na Câmara Municipal, anteriormente aos debates, também ocorrerá uma apresentação, denominada “Teia”, tratava-se de um misto de Declamação Poética, Performance Teatral e Expressão Corporal, interpretada pelos artistas Rodrigo Mofatti e Jordana Seixas. Logo após a FAMUSE (Fanfarra Municipal de Seropédica) realizou a cerimônia de entrada das bandeiras e tocou o Hino Municipal pela primeira vez em sua história.

“A integração entre a UFRRJ e o município formará cidadãos melhores”, falou Zealdo Amaral.

 

O Ministério da Cultura também enviou como representante Juliana Santana (Técnica de Assuntos Culturais), que fez a introdução ao SNC (Sistema Nacional de Cultura), apresentando o PNC (Plano Nacional de Cultura) criado a partir da Lei-12343/2010.

A forma de funcionamento é a seguinte: estados e governos assinam o termo de adesão ao SNC e a partir daí se comprometem a implantar no município ou estado a estrutura cultural exigida pelo Ministério, em contrapartida o MinC oferece todo o apoio para o desenvolvimento de políticas culturais.

O município deve implantar uma secretaria de cultura, um conselho de política cultural, uma conferência periódica de cultura, um plano de cultura e um sistema de financiamento (fundos de cultura). No caso da União e estados, eles têm que constituir também uma comissão de Inter gestores.

 

 

O Sistema Nacional de Cultura (SNC) é um modelo de gestão criado pelo MinC (Ministério da Cultura) para estimular e integrar as políticas públicas culturais implantadas pelo governo, estados e municípios. O objetivo do sistema é descentralizar e organizar o desenvolvimento cultural do País, para que todos os projetos tenham continuidade, mesmo com alternância de governos.

 

“Nós, vereadores, enquanto poder legislativo, temos o dever de contribuir para o crescimento da cultura municipal”, esclareceu Oscar Goulart. Na parte da tarde, já no CAIC – Paulo Dacorso Filho, o debate generalista deu lugar a discussões temáticas diferenciadas por eixos. Após a realização dos debates aconteceram mais apresentações culturais que ficaram a cargo do Coral do CAC e da Banda Billie Joe, que apresentou canções próprias e sucessos da MPB.

Após as apresentações aconteceu a assembleia final, com a participação da Secretária de Educação, Cultura e Esporte, Lúcia Baroni, onde foram ratificadas as diretrizes do Plano Municipal de Educação e eleitos os Delegados Titulares e Suplentes que representarão o município nas reuniões a nível estadual e nacional onde serão debatidos temas pertinentes à Cultura.

“A Educação, a Cultura e o Esporte devem caminhar juntos, pois assim eles são mais fortes”, declarou Nádia Alvarez.

Texto e Fotos: Hudson Glória

Faça o seu comentário