O Programa Ambiente Jovem, é um projeto do Governo do Estado do Rio de Janeiro executado pela Secretaria de Estado do Ambiente e Sustentabilidade, que capacitam jovens entre 16 a 24 anos a se tornarem agentes de transformação ambiental e social em suas localidades onde vivem.

Nesta sexta-feira (12), teve início as aulas do Programa Ambiente Jovem no auditório da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, com a participação dos 50 alunos inscritos. Durante o evento os jovens receberam os kits com material pedagógico e uniforme.

A primeira aula teve a participação da Secretaria de Ambiente de Seropédica, Flavia Constantino, a Vice-prefeita e Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, Vandrea Furquim, e o Técnico Ambiental da ONG Contato, ligada Secretaria de Ambiente e Sustentabilidade do RJ, Paulo Gelson.

A abertura do evento foi realizada pela Secretaria de Ambiente, Flavia Constantino, que agradeceu a parceria com o Governo do Estado na realização deste programa; “Quero agradecer também ao Prefeito Professor Lucas, que sempre está empenhado em fortalecer este diálogo com o Governo do Estado, a Secretaria de Assistência Social, Vandrea Furquim, que sempre tem nos ajudado nos nossos projetos. Este é um momento muito importante para os nossos jovens conhecerem um pouco de meio ambiente, além disso, a educação ambiental tem como objetivo promover conhecimento, valores, comportamentos e habilidades práticas, de modo que vocês ajudarão que o meio ambiente seja preservado”.

A Secretaria e Vice-prefeita Vandrea Furquim, parabenizou a todos pela iniciativa de trazer este curso de educação ambiental para os jovens do município, e se colocou à disposição para ajudar no que fosse necessário; “Com esses conhecimentos que os jovens vão adquirir, possibilitará que sejam multiplicadores do que aprenderam aqui”.

O Técnico Ambiental, Paulo Gelson explicou que o curso terá duração de nove meses, onde os alunos terão aulas técnicas como os ciclos da água e do solo e biomassa, mas também vão abordar ações de conscientização, cidadania e como eles podem fazer a diferença no ambiente onde vivem. “A educação ambiental é imprescindível para que a sociedade conviva em uma relação de equilíbrio com a natureza, e precisa estar disponível para todas as faixas etárias”.