Em discurso, o presidente da República, Jair Bolsonaro, ironizou nesta terça-feira (18), a saída do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, do governo.

Durante inauguração do um radar de fronteira em Corumbá, no Mato Grosso do Sul, Bolsonaro disse que “não é por coincidência” que as autoridades policiais vem batendo recordes de apreensões de drogas e armas desde maio.

“O que estamos inaugurando aqui ajudará e muito a nossa PF e também a nossa PRF no combate aos ilícitos. Em especial o tráfico de drogas e armas ilegais.”, afirmou o presidente.

E mais:

“E vale a pena lembrar, não por coincidência, de maio para cá, não só a PF, bem como a PRF, vem batendo recordes de apreensão de drogas e armamentos pelo Brasil”.

Fonte: NBO

 

Faça o seu comentário