2

Companhia solicita que população continue economizando água recompondo suas reservas

Atenção o fornecimento de água poderá levar até 72 horas após a conclusão dos trabalhos para ser totalmente restabelecido

MANUTENÇÃO PREVENTIVA DO GUANDU TEM NOVA DATA (QUARTA-FEIRA – 19/11)

 A CEDAE, dentro do seu planejamento estratégico de preparar suas principais estações do sistema para o período de maior consumo que se aproxima, decidiu aproveitar a manutenção preventiva do Guandu para interligar a primeira etapa da nova adutora que integra o projeto de aumento de oferta de água para a Barra e Jacarepaguá. Este serviço exigiria uma nova paralisação durante o verão. Portanto, a manutenção preventiva do Guandu marcada para esta terça-feira (18/11), será realizada quarta-feira (19/11).

Técnicos da Cedae farão uma vistoria minuciosa nos reservatórios e canais de água filtrada da estação de tratamento e nas adutoras e elevatórias que compõem o sistema do Guandu. O trabalho envolve cerca de 3000 pessoas em diversos pontos da região metropolitana.

A parada do sistema Guandu para manutenção preventiva é uma ação de engenharia voltada à realização de serviços que permitem a Estação a trabalhar com melhor desempenho e confiabilidade no período do verão e executar simultaneamente centenas de serviços de manutenção preventiva, corretiva e melhorias em sistemas de distribuição e adução em toda região metropolitana, além de ser uma operação planejada há meses.

O abastecimento de água começará a ser normalizado logo após o religamento do sistema, mas em algumas áreas isoladas (pontas de sistema) e regiões mais altas, o fornecimento de água poderá levar até 72 horas após a conclusão dos trabalhos para ser totalmente restabelecido. A CEDAE montou esquema especial para atender hospitais e outros órgãos de atendimento essencial com carros-pipa no período em que a estação estiver inoperante.

Construída em 1955, a ETA Guandu teve suas obras concluídas em 1963. A estação, a maior em volume de água tratada do mundo, conforme registro no Guinness Book, o livro dos recordes, trata 43 mil litros de água por segundo.