Depois de uma busca incansável durante toda a quinta-feira (5), o Corpo de Bombeiros de Itaguaí, em conjunto com o Grupamento de Busca e Salvamento (GBS) da Barra da Tijuca, encontrou o corpo de Aloizio Francisco da Silva, de 53 anos. O advogado tinha ido com a esposa e amigos pescar no Rio Guandu, na altura do quilômetro 39, em Seropédica, na quarta-feira (4). Mas a tragédia se consumou depois que Aloizio resolveu dar um mergulho e não voltou. As equipes de resgate encontraram o corpo preso a pedras no fundo do rio de águas turvas. Segundo moradores, é comum acontecer acidentes do tipo. O Corpo de Bombeiros repete que não se deve mergulhar no Rio Guandu nem em qualquer outro lugar que não seja liberado pelas autoridades para banho.

Advogado morre afogado