É muito comum ouvir falar a respeito da fauna e da flora de uma região e sobre a importância da manutenção delas para o equilíbrio do meio ambiente. Entretanto, você sabe o que significa cada um desses conceitos e se eles apresentam mais de um significado?

Quando falamos da fauna, referimos, normalmente, a todos os animais existentes em nesta localidade.

O Coordenador Logístico do Pantanal Iguaçuano, Edson Monteiro, fala que os pescadores tem se preocupado com os animais que vivem no Pantanal Iguaçuano. Muitos deles tem morrido devido aos milhões de litros de esgoto que vem sendo jogado no Rio Guandu diariamente, principalmente espécimes de peixes.

Os animais acabam migrando para outros lugares ou entrando em extinção, como o Cachorro do Mato, Papagaios, Saguis, Tucano-de-bico-preto, tamanduá de colete, a paca, a cutia, os gatos do mato, entre outros animais que fazem parte do Bioma desta região.

“Para proteger estes animais de outros predadores construímos ninhos de tabua e de Bambu, assim os saguis não conseguem comer os ovos das aves em extinção, como o Trinca-ferro, Sanhaços, Canarinho da Terra etc”.

“Com desmatamento realizado na beira do Rio Guandu pode provocar diversos danos ambientais, uma vez que as plantas estão relacionadas, entre outras funções, com o regime de chuvas, com a manutenção do solo e com a garantia de um ambiente saudável para a sobrevivência de várias espécies. Portanto, ao retirar a cobertura vegetal de uma área, estamos afetando diretamente a fauna daquela região, desencadeando desequilíbrios ecológicos”. Destaca Edson Monteiro.

Abaixo foto de um Cachorro do Mato que tem invadido as casas do Bairro Lagoinha atrás de comida, por falta de alimentação no Pantanal Iguaçuano.

Faça o seu comentário