Está é a segunda vez que a Light deixa moradores do Bairro Peixoto em Seropédica sem energia elétrica por mais de 24 horas. 

Moradores do Sub-Bairro Santolandia no Peixoto falam que é uma constante, a queda e a falta de energia. “Nós estamos a mais ou menos 24 horas sem energia, perdemos todos alimentos perecíveis que ficaram estocado na geladeira, carne, leite, peixe etc. Nós ligamos, ligamos e nada, a Light esquece que estamos no verão, calor insuportável, e tem idosos e bebês que sofrem sem ventilação, isso é uma falta de vergonha a incapacidade de gerirem a empresa. Nossas contas de Luz estão em dia, pagamos e temos direito de receber bons serviços”. Destaca Sr. Helvécio Nunes.

Essa irresponsabilidade da Light já está virando caso de Justiça, este problema não só acontece no Bairro Peixoto, outros Bairros como Campo Lindo, Oza, Boa Esperança, tem acontecido também. A Light vai ter de trocar a maioria dos transformadores destes bairros, já que o número de moradores tem aumentado, e os transformadores não aguentam a carga recebida.

Moradores vão entrar com uma ação de indenização por dano moral, por interrupções recorrentes no fornecimento de energia elétrica. A Light não pode esquecer que o serviço de energia elétrica configura serviço público essencial, logo, submetido ao princípio da continuidade assegurado pelo art. 22 do código de defesa do consumidor, e na falha na prestação do serviço.

A queima de equipamentos eletrônicos por queda constante de energia elétrica. A ANEEL regulamentou que os casos em que, havendo queima de equipamentos eletroeletrônicos, os consumidores de energia elétrica têm direito a ressarcimento. Equipamentos eletroeletrônicos podem queimar quando ocorrem picos de energia. Esses picos são mais visíveis quando há oscilação de tensão, mas também podem ocorrer quando a energia é restabelecida logo depois de ter faltado.