Órgãos do governo federal já receberam 10 mil denúncias de cidadãos sobre possíveis fraudes no auxílio emergencial em dois meses, segundo a coluna de Guilherme Amado, da revista Época.

Os dados são do Painel Fala.Br, mantido pela Controladoria-Geral da União (CGU), e abrangem 73 mil tipos de manifestações que, além de denúncias, incluem 26 mil reclamações, 18 mil solicitações, 15 mil comunicações e duas mil sugestões feitas entre 22 de maio e 24 de julho.

De acordo com a publicação, a maioria foi encaminhada ao Ministério da Cidadania, responsável pelo benefício.

O Fala.Br também registra desde o início da pandemia outros tipos de manifestações sobre coronavírus, incluindo 1,6 mil denúncias contra empresas, 1,4 mil reclamações sobre hospitais, 524 denúncias contra prefeituras, 219 denúncias sobre não isolamento, 16 denúncias sobre cultos em funcionamento, entre outros.

Faça o seu comentário