Nostradamus, basicamente todo mundo já ouviu esse nome, é o nome popular de Michael de Nostradame, nascido em 14 de dezembro de 1503. Sim, há mais de 500 anos atrás, na província de Saint Remy de Provença, sul da França, nascia Nostradamus, e até hoje em 2017 ele ainda é uma figura extremamente mencionada. Michael, escreveu inúmeras profecias obscuras, que se tornaram mundialmente famosa a medida de que davam certo, ou seja, a medida em que ele previa o futuro.

Michael era o filho mais velho de James e Reyniere de Saint-Rémy. Sua mãe tinha educação sobre línguas clássicas, astrologia e ocultismo, por conta de seus avós. Durante a adolescência, Michael, estudou em Avignon e, mais tarde, estudou medicina na Universidade de Montpellier, instituição bastante conceituada. Por causa de sua memória incrível, inteligência e espírito brincalhão, Nostradamus era muito admirado pelos colegas de classe. Quando, nesse período, final de 1520, a epidemia “peste negra” havia se alastrado pelo país, fazendo com que a universidade suspendesse as aulas.

No ano de 1550, publicou seu primeiro almanaque, contendo previsões de todos os campos para cada mês do ano. Talvez, seu maior trabalho, nomeado “As Centúrias”, começara em 1554, sendo sua primeira versão publicada no ano seguinte. A primeira centúria era uma série de dez partes, nas quais descrevia previsões a longo prazo. Esse trabalho está dividido em um período de dez séculos, sendo que cada século possui cem quartetos de profecia ou quatro linhas de versos.

Suas visões vinham, principalmente, a noite, quando olhava fixamente para o fogo ou para a água, às vezes usava algumas ervas para o auxiliarem. Grande parte dos versos que escreveu permitem as mais variadas interpretações, isso porque são a combinação de vários idiomas, utilizando enigmas, anagramas e epigramas. Exigindo o conhecimento de um especialista com conhecimentos gerais. Algumas partes são obscuras, sendo bem específicas quanto localizações, eventos e configurações astrológicas.

Catherine de Médicis, rainha da França, se consultava fielmente com Nostradamus, que previu a morte de seu marido, Henrique II, tornando sua fama ainda maior. Foi capaz de prever inúmeros eventos ao redor mundo, nas mais diferentes épocas, algumas que já aconteceram outras (ainda) não. Inclusive a própria morte, quando em 1 de julho de 1566, seu assistente o desejou boa noite, Michael respondeu: “Você não vai me encontrar vivo ao amanhecer.” No dia seguinte fora encontrado morto.

Portanto agora que você já conhece Nostradamus, confira o novo vídeo do canal da Fatos Desconhecidos:

Faça o seu comentário