A Secretaria de Trabalho e Renda da Prefeitura de Seropédica trabalha na formulação e implantação de políticas em apoio ao desenvolvimento dos trabalhadores, por meio de cursos profissionalizantes e da geração de emprego e renda, dos setores produtivos e dos novos empreendimentos do município.

Nesta terça-feira (20), o Secretário de Trabalho e Renda, Nelson Matos, acompanhado da Coordenadora das Feiras Livres do município, Ana Cristina Alves, da Chefe de Gabinete, Renata Santana e da Gerente Especial da Juventude, Barbara Garcia, visitaram o Alambique Casa do Barbinotto, para convida-lo para participar das Feiras Livres do Km 49 e do Bairro São Miguel recém-inaugurada.

O Secretário de Trabalho e Renda Nelson Matos, falou que a participação do Alambique Casa do Barbinotto nas Feiras Livres, vai atrair visitantes de outros municípios, e aumentando a circulação de renda na cidade, gerando mais empregos.

O proprietário do alambique, Sr. Alencar Vicente Barbinotto, gostou do convite e falou que tem outros amigos que também poderão participar destas feiras onde vendem produtos da agricultura familiar. “As feiras livres representam importantes canais de comercialização para nós produtores, valorizando a produção local e gerando renda aos agricultores aqui do município”.

O Alambique Casa Barbinotto de Seropédica, teve a sua primeira safra em 2007, com cachaça tipo exportação de primeira qualidade. O proprietário do alambique, Sr. Alencar Vicente Barbinotto, disse que tem estocado perto de 50.000 litros de cachaça, e 10.000 litros de cachaça envelhecida há 12 anos.

“A cachaça fabricada é de Padrão Sofisticado, no Brasil tem poucos produtores que fabricam este tipo de cachaça. Além da cachaça tradicional, fabricamos uma variedade de licores: Cravo e Canela, Tangerina, Morango, Maracujá, Banana, Jambu com Maracujá, Jambu com Banana, Jambu com Açaí, e Jambu com Abacaxi”. Disse Alencar Barbinotto.

A Coordenadora das Feiras Livres, Ana Cristina falou que além de garantir um retorno econômico às famílias que vivem no campo, as feiras proporcionam um espaço agradável para os consumidores do município, que buscam cada vez mais qualidade de vida por meio de uma alimentação saudável: “Na feira de São Miguel iniciamos com 40 feirantes e hoje contamos com 60 feirantes, onde vendem produtos frescos e de qualidade. Assim que melhorar a pandemia poderemos ampliar a feiras com show de Forró ao vivo, onde faremos da feira um local de encontro das famílias, e com uma área de gastronomia”.