Uma pessoa infectada com vírus da gripe está mais propensa a desenvolver uma pneumonia – infecção pela bactéria pneumococo – do que aquela que não contraiu a gripe. A conclusão é de um estudo realizado pelo Centro de Pesquisa em Doenças Inflamatórias (Crid) da USP, financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e Faculdade de Medicina Tropical de Liverpool (Reino Unido). Os pesquisadores ressaltam a importância da pesquisa para que se possa pensar em estratégias de tratamento e prevenção da pneumonia.