Na tarde dessa terça-feira (01) a Prefeitura de Seropédica colocou em prática mais um empreendimento planejado pela Secretaria Municipal de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável, o evento ocorreu da sala de reuniões da Secretaria e recebeu diversas personalidades que assistiram a efetivação do Programa Morar Feliz.

As presenças mais marcantes foram o Prefeito Martinazzo e o Secretário de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável, Wilson Beserra.Também estiveram presentes alguns Vereadores do município e diversos Secretários Municipais, além de um representante da Caixa Econômica Federal.

O programa em pauta consiste em diversas atividades direcionadas a questões fundiárias e se divide em três subprogramas, o Minha Casa Minha Vida (Fase 2), o Condomínio do Servidor e o Programa de Regularização Fundiária, o “Minha Casa Minha Vida” dispõe de um recurso liberado para a construção de mais 400 moradias, de um total de 646 liberadas para município.

O Condomínio do Servidor é um projeto que visa promover a construção de moradias para atenderem aos servidores públicos municipais e já dispõe de um banco de dados de aproximadamente 1600 funcionários inscritos.

A outra face desse projeto, o Programa de Regularização Fundiária é direcionada à regulamentação das moradias que não possuem sua documentação regularizada, iniciativa será iniciada a partir do bairro Boa Esperança e posteriormente será implementada em outros bairros da cidade.

Tivemos uma semana histórica para o município, diversos eventos de extrema importância foram realizados, no domingo (30) inauguramos nosso CVT (Centro Vocacional Tecnológico), na segunda-feira (31) à Sala do Empreendedor, e hoje (01) estamos dando início a esse novo projeto que beneficiará tanto à população quanto aos nossos servidores, nossa rotina têm sido muito positiva e isso se refletirá na vida de nossos moradores”, assegurou Martinazzo.

Hoje estamos completando mais etapa de nosso planejamento, que está se concretizando com o lançamento do Programa Morar Feliz, reunimos em um só programa três ações diretamente ligadas a questão das moradias, fizemos um plano habitacional de interesse social, que foi aprovado pela Caixa Econômica Federal e pelo Ministério das Cidades, um fator de extrema importância é que o diagnóstico dos locais onde serão construídas essas moradias foi realizado com participação popular, foram realizadas diversas reuniões e audiências públicas, essa é a prova que nossa gestão respeita a opinião do cidadão”, afirmou Wilson Beserra.

2345 6

 

Faça o seu comentário