Mais um problema antigo da população de Seropédica será solucionado em breve.

A Prefeitura de Seropédica intensificou o diálogo com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) para buscar uma solução rápida e definitiva no que diz respeito à regularização de imóveis.
 
Acelerar o processo de Regularização Fundiária em Seropédica faz parte do Plano de Governo do Prefeito Professor Lucas. “Muitos dos nossos Munícipes não possuem o RGI de seus imóveis, esse é um problema antigo que vamos solucionar. Queremos garantir que todos os imóveis do Município tenham seus registros, assim, os proprietários, que são em maioria nossas Cidadãs e Cidadãos, terão mais conhecimento a respeito dos históricos dos imóveis, e as empresas terão segurança jurídica para investirem em imóveis do Município”, explicou.
 
A Vice-prefeita e Secretária de Assistência Social e Direitos Humanos, Vandréa Furquim, acompanhada pelo Secretário de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável, Alex Villela, receberam na última semana o Superintendente do INCRA, Cassius de Almeida Silva, para acelerar os diálogos em torno do processo de Regularização Fundiária em Seropédica. “Impulsionar a regularização fundiária de Seropédica irá contribuir para o desenvolvimento da cidade, pois com o imóvel sendo documentado o cidadão pode fazer um financiamento bancário para construir ou reformar a sua casa ou mesmo montar um empreendimento próprio”, enfatizou Vandréa Furquim.
 
O Secretário de Planejamento Alex Villela ressaltou que muitas empresas deixam de ser instalar em um Município quando esbarram em situações de vulnerabilidade jurídica, e ressaltou o desejo do Prefeito Professor Lucas, de ter em Seropédica uma Unidade do INCRA, o que foi ratificado pela fala do Superintendente Cassius de Almeida Silva, que declarou: “Nós estamos analisando a possibilidade de instalação de uma unidade em Seropédica, com o objetivo de viabilizar o acesso ao atendimento à população que vive em Seropédica, e que quando necessitam de atendimento, precisam se deslocar até o Centro do Rio de Janeiro, onde fica a unidade do Instituto mais próxima”.
 
Por: Hudson Glória