Movimento Compre do Pequeno Negócio tem o objetivo de mostrar a importância dos pequenos negócios para o desenvolvimento socioeconômico de Seropédica e do País.

O Presidente da Associação Comercial Industrial Agropastoril de Seropédica e Subsecretario  de planejamento, Adriano Amaral, fala da importância em comprar no comercio de nosso município: ” Atualmente tem-se discutido sobre o papel do comércio local, como fonte de emprego e renda e no desenvolvimento de Seropédica.  Através do comércio local, a cidade aumenta a oferta de empregos à população, contribuindo para o desenvolvimento da própria cidade e para o aprimoramento da mão de obra local. Os empregos e salários gerados pelo comércio local se transformam em bem estar e qualidade de vida. A população mora melhor e em condições dignas e o dinheiro circula aqui mesmo. Hoje em dia, manter o comércio local ativo requer fatores imprescindíveis aos empresários, devido à competitividade, a grande taxa tributária e a enorme burocracia que requer para seu funcionamento” Destaca Adriano.

Muitas pessoas vão fazer compras fora do município achando que terá grandes vantagens, na realidade comprar no pequeno comercio de nossa cidade gera emprego e renda, aumentando com isso arrecadação de impostos onde serão revertidos em obras e crescimento de Seropédica. “Seropédica tem recebido apoio técnico do SEBRAE com cursos que orientam o Micro e Pequeno Empresario através da Sala do Empreendedor Individual, localizado na Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável da Prefeitura de Seropédica. Acreditar nas potencialidades e nas perspectivas do comercio local é acreditar no desenvolvimento do município. Cresça com sua cidade. Prestigie o comércio local” destaca o Secretario de Planejamento Fabio Cavalcante.

O que é o movimento “Compre do Pequeno”

O ano de 2015 tem sido de cautela para as micro e pequenas empresas de todo o Brasil. No entanto, para que os pequenos negócios não sejam tão afetados pela instabilidade econômica, o Sebrae lança o Movimento Compre do Pequeno Negócio.

Trata-se de um movimento que procura sensibilizar o público sobre a importância de comprar produtos e serviços dos pequenos negócios. Promover esse tipo de consumo significa ganhos para toda a economia, principalmente a local, pois ajuda a estabelecer um comércio mais justo por meio, por exemplo, da criação de empregos para a comunidade e de uma melhor distribuição de renda.

O movimento também se apropria da capacidade que os pequenos negócios têm de se adaptarem às mudanças do mercado, superando os desafios com criatividade, ao aproveitar o clima de incerteza financeira para apontar possibilidades de inovação, de diferenciação e de conquista de novos clientes e mercados.

Compre do pequeno

O Dia da Micro e Pequena Empresa, celebrado em 5 de outubro, data em que se comemora a aprovação do Estatuto das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte, foi escolhido para ser o grande marco do Movimento.

Todo dia é dia de comprar dos pequenos negócios, mas nesse dia, em especial, os consumidores são convidados a optarem pelo pequeno negócio na hora da compra, aquecendo as vendas desses segmentos.

A data, então, deve contar com o engajamento da sociedade e dos donos dos empreendimentos locais e de pequeno porte. O Dia da Pequena Empresa foi criado para ser um ato de cidadania.

Ao valorizar o comércio local, promove-se o desenvolvimento social, já que o consumidor ajuda no fortalecimento dos pequenos negócios e, consequentemente, há estímulo para a empresa inovar, melhorar seu desempenho, diversificar a oferta de produtos e aperfeiçoar o atendimento.

Consumo no comércio local

Os pequenos negócios fazem parte do cotidiano de todos os brasileiros. A padaria da esquina, o mercadinho, a borracharia, a lanchonete, a loja de calçados e uma infinidade de outros produtos e serviços estão ao seu alcance e contam a história de seu bairro.

Os empreendimentos locais são também a base da economia brasileira, apresentando 98% do universo empresarial do país e respondendo por 27% de tudo o que é produzido. São esses segmentos os grandes responsáveis pela distribuição de renda e pelo equilíbrio social, contribuindo com 52% dos empregos gerados no Brasil e por 40% da massa salarial.

Comprar do pequeno negócio faz o dinheiro circular pelo bairro, o que propicia mais desenvolvimento local. Esse consumo afeta até o trânsito, já que produz menos deslocamentos pela cidade, além de contribuir para o meio ambiente, com a redução da emissão dos gases poluentes de carros e ônibus.

Comércio local também é qualidade de vida e faz muita diferença, seja para os inúmeros trabalhadores que tiveram seu primeiro emprego em um pequeno negócio, seja para os milhões de brasileiros que sustentam suas famílias com o trabalho em uma pequena empresa.

fabio
Secretario de Planejamento Fabio Cavalcante
adriano amaral
Adriano Amaral ao centro