Pacientes do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) de Seropédica tiveram a oportunidade de conhecer um dos principais pontos turístico do Rio de Janeiro nesta quarta-feira (18), o Zoológico de Volta Redonda.

 A coordenadora do CAPS, Carla Andreia Muniz Monteiro, falou que o passeio objetivou a inserção social dos usuários, estimulando as relações interpessoais, sendo uma atividade terapêutica. Ainda segundo a Coordenadora, o passeio propiciou aos usuários momentos de descontração e trocas de experiências fazendo parte do projeto terapêutico. Os usuários passearam de pedalinho, ficaram admirados com os animais do zoológico, se divertiram muito. “Agradeço a Secretária de Assistência Social, Fernanda Moffati, por tudo que tem feito em prol de nossos usuários”. 

Segundo Carla o trabalho realizado no zoológico de volta redonda, deu a oportunidade de os usuários estarem em contato visual com os animais e fazendo coisas habituais como toda a sociedade. “Estivemos trabalhando em nossos grupos de terapias, as possibilidades de uma visita ao zoológico. Foi aceita a proposta. Conversando o que eles esperavam ver, e encontrar. Quais eram as expectativas. Esse trabalho vem sendo feito nas terapias de grupo. É depois realizando os passeios. Durante o presépio e observado todas as reações. E depois em outro momento em grupo discutimos com os usuários. Se foi como esperado, se gostaram, o que não gostaram. Todos os nossos usuários diários, estão tendo a oportunidade de ter o café da manhã, almoço e lanche. É nós intervalos das refeições. Fazemos grupos de terapias, vídeos, artesanatos e costura”. Comemora.

Na viagem os participantes foram acompanhados por profissionais das áreas de enfermagem, psicologia, terapia ocupacional e administrativa. O passeio recebeu apoio da Secretária Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos, Fernanda Moffati, que destacou a importância da atividade para pessoas que muitas vezes se sentem discriminadas por serem pessoas em sofrimento mental.

O CAPS é um Centro de Atenção Psicossocial de referência e tratamento para pessoas com sofrimento psíquico e objetiva a ressocialização destes cidadãos. Além de passeios e oficinas terapêuticas, o CAPS (Centro de Atenção Psicossocial) realiza mensalmente reuniões com familiares dos usuários, com o intuito de discutir assuntos específicos ao tratamento dos mesmos.

 

 

Faça o seu comentário