A advogada Lidiane Brandão Biezok, de 45 anos, foi presa pela polícia de São Paulo após espancar e humilhar atendentes de uma lanchonete nesta última sexta-feira (20), em uma padaria na avenida Pompéia, no bairro Perdizes, zona oeste de São Paulo, são cinco inquéritos: injúria racial, desacato, resistência, lesão corporal e até furto em uma conhecida loja de roupas.

Segundo a gerente do estabelecimento, Cleide, durante o expediente Lidiane Biezok, começou a humilhar os funcionários do local.

Após presenciarem as ofensas, alguns clientes tentaram defender os trabalhadores.