Localizado no município de São João da Barra, litoral do Rio de Janeiro, o distrito de Atafona é uma aldeia de pescadores que há mais de 50 anos enfrenta um sério problema: uma erosão costeira que faz com que a cidade seja engolida pelo mar.

Cavan-Images/Shutterstock

Avanço do mar já destruiu mais de 500 casas

De acordo com informações do site Mongabay, especializado em notícias ambientais, as causas do fenômeno natural são resultados de uma soma de fatores, que vão desde mudanças climáticas até impactos de ações humanas.

Daniel Correia Lima/shutterstock

Desde o início dos anos 1950, a região de Atafona apresenta registros de erosão costeira. Em 1954, por exemplo, habitantes da Ilha da Convivência, hoje já praticamente toda engolida pelo mar, foram obrigados a abandonar suas casas e procurar moradias em outros lugares.

MuriloManhaesPhoto/shutterstock

Especialistas apontam que a destruição se intensificou na década de 1970 e não parou hoje. O avanço do mar sobre a cidade já destruiu cerca de 500 residências e estabelecimentos comerciais, segundo a Prefeitura de São João da Barra.

Barragens e desmatamento provocam avanço do mar

A construção de barragens, aliada ao processo de desmatamento na região, é considerada uma das principais causas do impacto em Atafona, já que elas diminuem o fluxo de água do Rio Paraíba do Sul e seu assoreamento.

Daniel Correia Lima/shutterstockEntre as ideias apresentadas para solucionar o problema, existem duas propostas de construção de barreiras e uma outra para realizar o aumento da faixa da praia.

A. M. Teixeira/shutterstock