Universidades do RJ retomam uso obrigatório de máscaras

0
58

Na Universidade Federal do Rio de Janeiro e na Universidade Estadual do Rio de Janeiro o uso de máscaras é obrigatório. Na UFRRJ é recomendado dentro de ambientes fechados ou aglomerados.

A Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), a Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj) e a Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) retomaram o uso obrigatório de máscara facial como medida protetiva contra a covid-19 devido o aumento no registro de pessoas positivadas.

Na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), na Universidade Federal Fluminense (UFF) e na Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) o uso voltou a ser recomendado.

A transmissão local da subvariante da ômicron, a BQ.1, já havia sido confirmada desde o início de novembro. A primeira pessoa a ser detectada com o vírus é uma moradora da Zona Norte do Rio que já havia sido vacinada e não teve sintomas graves. Até o dia 19 a taxa de positividade era de 40% dos pacientes testados.

“É fundamental que a população continue se vacinando e completando o esquema vacinal. As vacinas são seguras e ajudam a evitar as formas graves e óbitos pela doença”, reforça o secretário de estado de Saúde, Alexandre Chieppe.

Confira as medidas adotadas pelas faculdades no RJ

UFRJ

O uso de máscaras voltou a ser obrigatório em espaços fechados dos campus, salas de aulas, ônibus internos e intercampis. A mudança foi comunicada no dia 23 de novembro em uma decisão da Reitoria da universidade.

A UFRJ afirma ainda que além do uso de máscaras, é importante realizar exames caso apresente sintomas. De acordo com a universidade, o Centro de Triagem Diagnóstica, localizado na Cidade Universitária do Rio, funciona diariamente das 8h às 13h para testagem de alunos e funcionários.

Uerj

Na Universidade Estadual do Rio de Janeiro, o passaporte vacinal e o uso de máscaras são itens obrigatórios para ingressar nos prédios da faculdade. A prevenção não é apenas em ambientes fechados mas em toda a área da universidade.

Quem suspeitar da doença, seja aluno ou funcionário, pode utilizar os seguintes prédios para realizar o exame:

  • Térreo do Bloco A do campus Maracanã (dias úteis, das 8h às 14h)
  • Policlínica Universitária Piquet Carneiro (dias úteis, das 8h às 10h)

UFRRJ

A Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro recomenda o uso de máscaras faciais para prevenir a transmissão desde o início do mês. De acordo com o Comitê da universidade, uma reunião será feita em breve para discutir a necessidade de mudanças nas recomendações.

O Comitê completa dizendo que quem apresentar sintomas deve procurar atendimento médico e não comparecer à universidade presencialmente.

UFF

A recomendação na Universidade Federal Fluminense é para o uso de máscaras em ambientes fechados e para completar o esquema vacinal, incluindo doses de reforço. A faculdade recomenda o afastamento caso apresente sintomas ou tenha indicação médica. A UFF completa indicando a higienização das mãos e boa alimentação.

PUC

A PUC-Rio também retomou a obrigatoriedade do uso de máscaras em ambientes fechados ou aglomerados, como salas de aula e bibliotecas. A universidade pede que alunos e funcionários evitem locais com aglomerações, ainda que usem máscara, e lavem sempre as mãos.

A PUC completa pedindo que pessoas com sintomas gripais, mesmo que tenham testado negativo para covid, utilizem máscara a todo momento. Quem testar positivo, ficará afastado por sete dias e só voltará caso os sintomas cessem.

ESPM

A ESPM afirma que “está acompanhando atentamente a evolução dos casos identificados” e recomenda o afastamento de alunos e funcionários que positivem para o vírus.

Fonte: G1