Amigos, o Seropédica Online a partir de hoje (07/10/21), tem um novo Colunista, o Biólogo Arthur Marinho, de 25 anos.

Arthur é Ambientalista, graduando em Biologia pela UERJ, Educador Ambiental, Resgatista de fauna, Consultor de manejo de pets não convencionais e fundador da página educacional @bioarthurmarinho no instagram.

Vejam a sua primeira matéria de muitas

A primavera chegou! E com ela, o aumento das aparições de animais silvestres em domicílios em todo o país, até mesmo em grandes cidades como São Paulo e Rio de Janeiro.

Mas qual é o motivo destas aparições? A verdade é que os motivos são diversos, e somados, culminam em uma série de encontros, que por vezes são desagradáveis a alguma das partes (humanos ou animais).

A maior razão para estas ocorrências é a perda do habitat natural, os animais silvestres a cada dia perdem mais espaço para as construções e plantações, e não têm mais onde habitar e buscar por alimento, e com isto, o contato tem sido cada vez mais inevitável.

Além deste, há outro ponto muito importante, a chegada da primavera dá início ao período reprodutivo de muitas espécies animais em todos os biomas brasileiros, portanto, a busca por alimento e a procura por parceiros reprodutivos ao mesmo tempo, aumenta muito a chance de encontrarmos animais silvestres em nossas residências.

Dentre os mais encontrados estão marsupiais, como os gambás, primatas, como os micos, e alguns répteis, como as serpentes também são muito vistos, e os encontros com estes animais por muitas vezes não são amigáveis e terminam com a morte animal.

Aproveito o ensejo para fazer um apelo! Todos os animais possuem seu valor ecológico, que é incalculável, por isso, peço que aprendamos a viver em harmonia com o resto da Natureza, não é necessário matar animal algum, mesmo que ele esteja debaixo da sua cama sempre haverá uma alternativa, sempre há alguém habilitado para resgate e disposto a ajudar, além dos órgãos como Defesa Civil e Corpo de Bombeiros, que podem ser acionados e fazerem a remoção do animal.