Com suporte tecnológico da UFRRJ e Uenf, secretaria de Agricultura quer ter 100 terrenos improdutivos no perímetro urbano produzindo alimentos de qualidade para o mercado local

Em reunião com representantes da UFRRJ e da Uenf, o secretário municipal de Agricultura de Campos, Robson Vieira, estabeleceu os primeiros passos para a implementação do projeto de hortas urbanas, a partir do ano que vem.
As universidades devem dar o suporte tecnológico e científico para viabilizar e dar sustentação à iniciativa. O objetivo é ter 100 horas em plena operação no ano que vem, com produção agroecológica dentro do perímetro urbano.
“Além de manter os terrenos da cidade limpos e livres da infestação de mosquitos, ratos, cobras e outros animais e insetos, as hortas geram renda e empregos”, aponta Vieira. “Sem contar o aspecto estético mais agradável para a cidade”. Ainda de acordo com o secretário, existe a intenção de realizar uma feira, como forma de permitir aos pequenos produtores os canais e contatos para escoar sua produção.
O projeto é uma vertente da visão da prefeitura na área, que tem privilegiado os investimentos nos médios e pequenos produtores rurais, com foco na agricultura familiar, com linhas de crédito facilitadas, fornecimento de máquinas e equipamentos agrícolas para o preparo da terra, além de assistência técnica, sementes e irrigação.
O governo municipal espera usar parte desses produtos para fornecimento a pequenos mercados e até aos hospitais da cidade.
Além de Veira, participaram do encontro a bióloga Érica Santana, da UFRRJ, os agrônomos José Pacelli Moreira, Luciana Rodrigues e Roseli Meneses, da Uenf, e os técnicos da secretaria Leandro Barreto, Camila Alves e Marcos Aurélio Azevedo.

Faça o seu comentário