De categoria 5, Winston atingiu Ilhas Fiji, deixou centenas de feridos e levou premiê a decretar estado de emergência

A passagem do ciclone mais intenso já registrado na história do Hemisfério Sul deixou um rastro de destruição e sangue nas Ilhas Fiji, no Oceano Pacífico. De acordo com a Cruz Vermelha do país, ao menos dez pessoas morreram entre sábado (20), quando o fenômeno atingiu o arquipélago, e este domingo (21), mais de uma centena ficaram feridas e milhares acabaram sem suas casas, transformadas em sucata como consequência dos ventos com centenas de quilômetros por hora.

A passagem do ciclone levou o primeiro-ministro do país, Frank Bainimarama, a decretar estado de emergência em todo o território, onde as comunicações e distribuição de energia e água foram afetadas pelos fortes ventos, que também derrubaram árvores e postes. Inundações tomaram conta de diversas cidades e foram registradas evacuações em massa.

Desde o início do sábado, voos foram cancelados e os centros de evacuação, ativados. Com ventos de até 220 km/h e rajadas de 315 km/h, o ciclone Winston levou a Diretoria Nacional de Gestão de Desastres a ativar 758 centros de evacuação na região de Vit Levu, maior ilha do arquipélago, onde vivem cerca de 900 mil habitantes.

Rastro de destruição deixado pelo ciclone Winston nas Ilhas Fiji entre sábado e domingo. Foto: Fiji Red Cross/Divulgação - 21.02.2016
Milhares tiveram de deixar suas casas, completamente destruídas pelos ventos e inundações. Foto: Fiji Red Cross/Divulgação - 21.02.2016
Governo decretou estado de emergência por um mês para tentar remediar prejuízos. Foto: Fiji Red Cross/Divulgação - 21.02.2016
Ao menos 10 pessoas morreram e 100 ficaram feridas como consequência da passagem do ciclone. Foto: Fiji Red Cross/Divulgação - 21.02.2016
Equipe de resgate observa destruição deixada pelo ciclone, o mais intenso já registrado no Hemisfério Sul. Foto: Fiji Red Cross/Divulgação - 21.02.2016
Equipe de resgate observa destruição causada pelo ciclone, que atingiu ilhas no sábado (20)
Provisões de emergência são levadas para atingidos pelo fenômeno no arquipélago. Foto: Fiji Red Cross/Divulgação - 21.02.2016
Imagem de satélite mostra o gigantismo do ciclone Winston, no sábado (20). Foto: Nasa Earth Observatory - 20.02.2016