O Brasil atingiu, em julho, a marca de 780 mil postos formais extintos em apenas 12 meses

Emprego 2

O mercado de trabalho brasileiro vive a pior crise da última década e, de acordo com economistas ouvidos pela Folha de S. Paulo, caminha rumo a um recorde histórico de diminuição de vagas.

Ainda segundo a Folha, o Brasil atingiu, em julho, a marca de 780 mil postos formais extintos em apenas 12 meses. Esta é a maior eliminação de vagas desde 1996, quando começou a ser analisada a série histórica do Ministério do Trabalho.

A projeção de recessão em 2015 aponta que a destruição de postos de trabalho deve superar 1 milhão até o final do ano. O pior número registrado havia ocorrido em 1998, durante o governo FHC, quando o Brasil perdeu 580 mil vagas com carteira assinada. A Folha aponta que um estudo realizado pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), estima que os empregos com carteira assinada diminuirão entre 1,2 e 1,6 milhão, em 2015.