Equipes dos Bombeiros e da Companhia de Limpeza Urbana precisaram usar uma retroescavadeira para içar o animal; a carcaça será levada para um aterro sanitário em Seropédica

A carcaça de uma baleia da espécie jubarte encalhada na Praia da Macumba, no Recreio dos Bandeirantes, zona oeste do Rio de Janeiro, foi removida nesta segunda-feira, por meio de uma operação conjunta dos serviços de emergência da Companhia de Limpeza Urbana (Comlurb) e do Corpo de Bombeiros, com o apoio do Instituto Estadual do Ambiente (Inea).

As equipes tiveram de usar uma retroescavadeira para remover a carcaça do animal, de aproximadamente 12 metros. A baleia de idade estimada entre 10 e 12 anos, que encalhou e morreu na praia na noite do último sábado, 9, será transportada para o Centro de Tratamento de Resíduos da prefeitura do Rio, em Seropédica, região metropolitana do Rio de Janeiro

Uma equipe de oceanografia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) também esteve no local para estudar o corpo do animal. O chefe da Coordenadoria Integrada de Combate aos Crimes Ambientais, da Secretaria de Estado do Ambiente, José Maurício Padrone, previa que o trabalho de remoção da carcaça da jubarte seria um procedimento muito complicado, devido à localização e ao estado de putrefação do material.

rjbaleiaencalhadajadson-marquesfutura-press01rjbaleiaencalhadajadson-marquesfutura-press02rjbaleiaencalhadajadson-marquesfutura-press03

 

Faça o seu comentário