Matilde Gomes de Oliveira moradora no Bairro Boa Esperança, em Seropédica, completou nesta quarta-feira (14), 99 anos com muita saúde e uma mente muito lucida. Familiares contam que Matilde nasceu em 14 de março de 1919 na cidade de Porta Alegre em Martins, no Rio Grande do Norte.

Em 1958 Matilde veio com seus cinco filhos pequenos e o seu falecido marido, Francisco Agostinho da Silva, que foi trabalhar na UFRRJ no prédio onde fica o CTUR, no Instituto de Zootecnia (IZ), cuidando do gado que ali ficava, mais tarde Matilde teve mais dois filhos.

A primeira moradia de Matilde foi no km 42, mais tarde Francisco comprou um terreno na Rua 7, onde construiu a primeira casa, saindo do aluguel. Francisco faleceu com 73 anos, Matilde passou a ser cuidada pelas filhas que sempre estão ao seu redor.

Familiares contam que Matilde foi uma mulher muito sofrida, pela quantidade de filhos que tinha, isso fazia que ela quase não saísse de casa para nada. Com o tempo ela começou a se dedicar ao artesanato, que aprendeu com as próprias filhas. Os filhos e amigos dizem que Matilde é um exemplo de vida, sempre calma e com uma palavra amiga. Matilde sempre procurou ajudar aos mais necessitados, tudo que tinha sempre dividiu com quem não tinha nada.

Muitos amigos vierem cumprimentá-la, os amigos da Igreja Católica do Cruzeiro, onde ela assiste a Santa Missa todos os domingos. o Secretário de Serviços Públicos, Pierre Alexandre, aproveitou que estava fazendo manutenção na Rua 24, indo cumprimentá-la.

O Seropédica Online esteve presente e registrou a felicidade da família.

 

 

Faça o seu comentário