Os Estados Unidos emitiram, nesta terça-feira (23/06), um alerta de tsunami para as costas do México e de países da América Latina após um terremoto com epicentro no estado mexicano de Oaxaca. Segundo o governador de Oaxaca, Alejandro Murat, pelo menos uma pessoa morreu e outra ficou ferida por causa do abalo. Já na Cidade do México, segundo a prefeitura, dois moradores ficaram feridos.

De acordo com o Centro de Alerta e Tsunami do Pacífico dos Estados Unidos, “ondas perigosas” de até três metros podem atingir a costa sul do México. Já à costa do Equador podem chegar ondas de até um metro. No caso de Costa Rica, El Salvador, Guatemala, Honduras, Nicarágua, Panamá, Havaí e Peru, as ondas podem chegar a meio metro. O órgão ainda informou que as tsunamis incluem várias ondas que podem chegar em intervalos de até uma hora. “A onda inicial pode não ser a maior”, afirmou o centro. “O perigo pode permanecer por muitas horas ou mais após a onda inicial.”. Relatos e vídeos (veja abaixo) em redes sociais mostram que o mar na costa de Oaxaca começou a recuar após o terremoto.

O terremoto foi registrado com uma magnitude de 7,4, segundo o Serviço Geológico dos EUA. Na região central da Cidade do México, prédios balançaram e centenas de pessoas deixaram suas casas, correndo para as ruas em pânico. O presidente do México, Andrés Manuel Lopez Obrador, disse que ainda não há relatos preliminares sobre danos, e acrescentou estar aguardando relatórios de Oaxaca. Moradores relataram momentos de medo. Segundo Alberto Ibanez, um fotógrafo que estava na cidade de Oaxaca, o terremoto deixou uma rachadura em uma parede de seu apartamento, além de ter derrubado livros e panelas das prateleiras. — Todo mundo fugiu para a rua, foi muito forte — contou.

VEJA NO VÍDEO COMO A ÁGUA CAI DO ALTO DE UM PRÉDIO NO BAIRRO DE ROMA

 

Faça o seu comentário