CABO MANOEL DE SOUZA: Considerado o soldado mais velho do exército, Cabo Manoel de Souza, veterano da guerra do Paraguai, se recusou a se aposentar e serviu até os 113 anos.

Nascido em São Gabriel (RS) no de 1822, Anísio Manoel de Souza foi um escravo brasileiro que com apenas 15 anos, em 1837, decidiu se alistar nas tropas de Bento Gonçalves durante a Guerra dos Farrapos (1835-1845). E após o Tratado de Poncho Verde promovido por Duque de Caxias, Anísio ganhou sua alforria, porém, pouco se sabe sobre detalhes da vida do soldado fora do quartel.

Contudo, com o início da Guerra do Paraguai (1864-1870), Anísio voltou para os campos de batalha e com o fim do conflito foi promovido a cabo, ficando na instituição até 1935, quando contava com os seus 113 anos! Acredita-se que o gaúcho só não subiu mais na carreira militar pelo fato de sua origem escrava.

Quando questionado o porquê continuava no Exército mesmo com uma idade muito avançada, se recusando a se aposentar e ir para casa, Anísio dizia que teria tempo para descansar depois. Ele se aposentou em 1935 e viveu mais três anos, falecendo em 1938. Neste ano faleceu sentado numa cadeira olhando para uma porta. Ele ainda era lúcido e a causa da morte foi uma parada cardíaca. Até hoje, é considerado o soldado mais velho da história do Exército Brasileiro.

Exemplo de brasileiro! Patriota!