Dengue, zika, chikungunya e febre amarela também apresentam aumento de incidência no período da chuva

Chuvas intensas assolam o Rio de Janeiro e diversos municípios do estado enfrentam enchentes e alagamentos. Nesse sentido, os especialistas da área de saúde alertam a população a respeito das principais doenças transmitidas pela água contaminada nesse período. A leptospirose é a principal. Através do contato direto com a urina do rato, mobilizada pela água da enchente, que muitas vezes acaba inclusive inundando casas ou calçadas. 

E o risco da transmissão da doença é maior nos bairros ou áreas onde há circulação de ratos, como próximos de lixo, entulhos ou terrenos baldios. O infectologista da Hi Technologies, Bernardo Almeida, explica que outro grupo de doenças aumenta em incidência nesse contexto: enfermidades transmitidas por mosquitos como a Dengue, Zika, Chikungunya e Febre Amarela.

De acordo com o infectologista, é preciso evitar o contato com água de enchente. “Caso seja necessário, é importante utilizar roupas e botas impermeáveis, para evitar o contato da água com a pele, principalmente se houver cortes ou feridas”. 

Em relação às doenças transmitidas pelos mosquitos, Almeida comenta que o principal cuidado é impedir a procriação do transmissor, evitando água parada. “Para isso, deve-se atentar para utensílios em casa ou em terrenos próximos que costumam ser focos de procriação, como pneus, vasos, potes e piscinas abandonadas. As caixas d’água devem ser mantidas devidamente tampadas. Além disso, repelentes e telas nas janelas são medidas fundamentais”.

O que fazer em caso de contato com água de chuva dos alagamentos? 

O infectologista recomenda que, caso as pessoas entrem em contato com água de chuva dos alagamentos, o ideal é lavar com água e sabão abundante, principalmente se houver cortes ou feridas. “Claro que nem todas as pessoas que tiverem exposição irão desenvolver doença, mas deve-se manter em alerta por até 30 dias, que é o período máximo entre o contato e o desenvolvimento de sintomas da leptospirose”, completou Bernardo Almeida. 

Sintomas

Caso ocorra febre associado a dor no corpo e dor de cabeça, é prudente buscar uma consulta médica para avaliação, que pode ser em uma unidade de saúde ou unidade de pronto atendimento dependendo da gravidade. Caso os sintomas sejam intensos, a pele e os brancos dos olhos fiquem amarelados ou ocorram sangramentos espontâneos, a avaliação deve ser imediata. 

Faça o seu comentário