Novo vídeo do projeto Agroecologia para gente que cresce é apresentado ao público

O mulungu e seus amigos é a nova animação do projeto Agroecologia para gente que cresce, exibida pela primeira vez ao público no dia 15 de julho, em Japeri/RJ, com reprise no dia 16, durante a 6ª Mostra Nacional de Produção Audiovisual Independente – Circuito Tela Verde. No primeiro dia, cerca de cem crianças assistiram ao vídeo – e saíram da sessão repetindo parte do refrão da trilha sonora e fazendo fila para receber as cartilhas que foram distribuídas. Elas também puderam conferir o filme A história de João das Alfaces, produzido para a primeira edição do projeto, em 2008.
De acordo com o engenheiro agrônomo e ex-bolsista da Embrapa Agrobiologia Esdras da Silva, morador de Japeri e um dos organizadores do evento, ao todo, cerca de 190 crianças receberam o material que foi distribuído. “Fizemos o nosso melhor e o evento foi um sucesso. Agradeço o apoio e o suporte da Embrapa e fico feliz que tantas crianças tenham sido agraciadas”, destaca ele.
Para a líder do projeto, Vandréa Ferreira, a iniciativa foi importante porque estimulou a participação da comunidade, por meio da exibição de filmes, palestras e mesas-redondas. “Percebemos que as pessoas estão receptivas para mudar a realidade do local, que é bastante carente, e acreditamos que os materiais poderão ser úteis para o aprendizado científico”, destaca. “A apresentação do vídeo teve um impacto positivo, os professores se mostraram bastante receptivos e acho que estamos alcançando nosso objetivo, distribuindo material a quem realmente precisa.”
O pesquisador Alexander Resende, membro do projeto, também esteve presente durante a apresentação do vídeo e ressaltou a importância de serem trabalhadas mídias diversificadas para alcançar de maneira mais ampla os públicos infantil e infanto-juvenil. “Temos que estar atentos às novas tecnologias e tentar abarcá-las o máximo possível para poder alcançar o mundo dessas crianças e adolescentes de hoje. Então, a grande sacada foi integrar as diferentes mídias e utilizar materiais muito semelhantes em formatos diferentes, levando sempre o mesmo assunto: menos agrotóxico, controle biológico, preservação ambiental”, cita. “Os vídeos despertaram a curiosidade para a leitura do material e vimos que principalmente as crianças de 6 a 10 anos ficaram bastante interessadas”, comenta o pesquisador.
Sobre a mostra – O Circuito Tela Verde é uma iniciativa do Ministério do Meio Ambiente, realizada em parceria com a Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura. A Mostra Nacional de Produção Audiovisual Independente é realizada regularmente, com o objetivo de divulgar e estimular atividades de educação ambiental e mobilização social.
Em Japeri, a mostra foi organizada pela Associação dos Pequenos Produtores Rurais Santa Amélia e Adjacências, englobando, além da apresentação dos vídeos do projeto Agroecologia para gente que cresce, outras produções audiovisuais e também palestras. As sessões foram divididas de acordo com o público-alvo, separado em estudantes, crianças da comunidade e produtores rurais.
Outras ações – Em sua segunda edição, iniciada em 2013, o projeto Agroecologia para gente que cresce implica em uma ampla atuação junto a comunidades diversas, a partir da conscientização de crianças e pré-adolescentes sobre a preservação ambiental e a preocupação com práticas sustentáveis na agricultura. A exibição dos vídeos na mostra de cinema em Japeri foi apenas mais uma das atividades realizadas.
Só neste ano, outras três ações relacionadas ao projeto merecem destaque: a participação na III Feira de Ciências de Seropédica, no início de julho, o envio de cartilhas, DVDs, lápis-árvore e cartões-semente para o Morro do Chapadão, no Rio de Janeiro, e o encaminhamento de kit educativo para o Centro Educacional Guairá, de Itaguaí/RJ, além de 50 sementes de mulungu, para atividades de plantio junto aos estudantes.
Já em 2014, foram desenvolvidas ações junto à Prefeitura Municipal de Mangaratiba e também em conjunto com a UFRRJ, o CTUR e a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Agronegócios de Seropédica. No primeiro caso, foram doadas 500 unidades da cartilha O mulungu e outras 500 de O mulungu e seus amigos para distribuição em atividades do projeto Horta nas Escolas, da Secretaria de Agricultura e Pesca do município. O projeto foi realizado em 13 escolas rurais de Mangaratiba, capacitou 48 professores em educação ambiental e beneficiou cerca de 400 alunos. “Estamos mantendo contato com a secretaria para fazer o monitoramento e a avaliação da utilização dos materiais, para termos um feedback sobre o uso das cartilhas”, afirma Vandréa.
Em Seropédica, por outro lado, foi realizado o minicurso Educação ambiental: uma ferramenta que colabora para a conservação da qualidade da água, com a participação de 40 estudantes. Todos receberam bloquinhos ecológicos com canetas do projeto para uso nas atividades e ainda participaram do sorteio de um kit para utilização em atividades de multiplicação de conhecimento.

Liliane Bello (MTb 01766/GO)
Embrapa Agrobiologia

Telefone: (21) 3441-1500

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/

Embrapa Seropédica