A moradora do Bairro Fazenda Caxias Debora Assis de Paula aproveitou o Dia D da Campanha de Vacinação contra Gripe, neste sábado (26), para garantir a imunidade de sua mãe Maria da Penha de 63 anos e a do bebê. Ela foi uma das primeiras a ser atendida no Posto de Saúde do Km 49 Centro de Seropédica.

Este foi um dos 16 postos de vacinação que irá atender 100% do grupo de risco que é crianças de 2 a 5 anos, gestantes, idosos, e pessoas com doenças crônicas. A tabela montada de atendimento é:  O CEMES que fica no km 40 e o Posto de Saúde do km 49 vacinarão durante toda a campanha. Canto do Rio 28/04/2014, São Miguel 29/04/2014, Santa Sofia 30/04/2014, Incra 05/05/2014, KM 42 06/05/2014, OZA 07/05/2014, KM 39 08/05/2014, Dom Bosco 09/06/2014, Piranema 12/05/2014, Mutirão 13/05/2014, Nazareth, Santa Alice e Coletivo 14/05/2014 e 15/05/2014

 O Secretário de Saúde e Defesa Civil Marcus Baroni disse: “Esta Tabela foi montada para garantir a imunização dos grupos considerados vulneráveis à gripe. De quinta-feira 24/04 até o dia 15/05 estaremos fazendo a imunização de todos os moradores de Seropédica, e também atenderemos aquelas pessoas que estão em viagem e passam por Seropédica que queiram, dados preliminares, mostram que até o momento atingimos 20% da meta, só ontem 26/04 foram aplicadas vacina em 578 crianças e 893 idosos e 32 gestantes”. Comemora.

Pessoas portadoras de doenças crônicas, crianças de seis meses e menores de cinco anos – até 4 anos, 11 meses e 29 dias –, gestantes, pessoas com 60 anos ou mais, mulheres até 45 dias após o parto (em puerpério), indígenas, pessoas privadas de liberdade e profissionais de saúde fazem parte do público-alvo para a imunização contra a gripe.

O Técnico de Eletrônica Raphael Menezes e sua mulher, a professora Mirian, aproveitaram a oportunidade para levar a pequena Carmem, de apenas 2 anos, para receber a vacina contra a gripe pela primeira vez. “Eu conversei com a pediatra dela, que ressaltou a importância de vaciná-la”. E disse ainda “É muito importante vacinar as crianças porque elas pegam gripes e outras viroses com mais frequência”, comentou.

O Subsecretario de Saúde Wagner Teixeira percorreu os postos de vacinação da cidade, explicou que a vacina é ofertada a grupos mais suscetíveis ao agravamento de doenças respiratórias. “Crianças, idosos, gestantes e doentes crônicos têm o sistema imunológico menos fortalecido e precisam ser imunizados para prevenir complicações. Por isso, em dias de mobilização como hoje, colocamos nossas equipes ainda mais perto da população, para destacar a importância da vacinação”, esclareceu.

A vacina contra a gripe é segura e reduz as complicações que podem produzir casos graves da doença, internações ou, até mesmo, óbitos. Estudos demonstram que a vacinação contribui para a redução de 32% a 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade por complicações da influenza.

O Secretário Marcus Baroni, explicou que a campanha de vacinação acontece no período que antecede o inverno porque a criação de anticorpos ocorre entre duas e três semanas após a aplicação da dose. O período de maior circulação da gripe é de final de maio a agosto. Segundo ele, as reações à vacina são raras, mas é contraindicada a pessoas com alergia ao ovo de galinha e seus derivados.

Wagner Teixeira lembrou que a vacinação contra gripe é uma importante ação de prevenção da gripe, mas não dispensa medidas básicas de proteção. “São medidas simples, como fazer a assepsia frequente das mãos, cobrir o nariz e a boca ao tossir e espirrar e procurar manter os ambientes ventilados”, orientou.

A transmissão da gripe acontece por meio do contato com secreções das vias respiratórias, eliminadas pela pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar. Também ocorre por meio das mãos e objetos contaminados, quando entram em contato com mucosas (boca, olhos, nariz).

Em caso de síndrome gripal, deve-se procurar um serviço de saúde o mais rápido possível. Também é importante lembrar que, mesmo pessoas vacinadas, ao apresentarem os sintomas da gripe – especialmente as integrantes de grupos mais vulneráveis às complicações – devem procurar, imediatamente, o médico. Os sintomas da gripe são: febre, tosse ou dor na garganta, além de outros, como dor de cabeça, dor muscular e nas articulações. Já o agravamento pode ser identificado por falta de ar, febre por mais de três dias, piora de sintomas gastrointestinais, dor muscular intensa e prostração.

2345

 

Faça o seu comentário