A campanha de vacinação contra aftosa começa em maio no Rio de Janeiro. A doença afeta a economia da pecuária. Causa prejuízos entre os produtores e encarece a carne consumida pela população com a redução do rebanho bovino, por isso a vacina de aftosa é indispensável no manejo do gado.

O que é febre aftosa?

Febre aftosa é uma doença contagiosa que afeta principalmente os bovinos. Nos pessoas o risco da doença é pequeno e quando acontece gera algumas aftas e febre.  Já os efeitos no gado são severos. O animal desenvolve aftas, o que dificulta a alimentação e em algumas espécies, pode causar lesões nos cascos. O bovino fica magro e pode ocasionar a morte.

Quando a doença é diagnosticada, a perda é não só de um animal, mas do rebanho inteiro. Os produtores sofrem com a perda das cabeças de gado. A doença afeta diretamente a exportação da carne. Os países que fazem a importação da carne geralmente tem critérios rigorosos quanto à qualidade do produto. Eles restringem a compra de países que sejam foco da aftosa.

Já a população em geral percebe o efeito da doença quando vai aos mercados comprar carne bovina e derivados do leite, pois o preço desses produtos aumenta quando existem focos da doença. Nos humanos a doença não causa grandes problemas.

“A vacinação contra a febre aftosa existe em grande parte da América do Sul, como uma das principais estratégias dos programas nacionais de erradicação”