Vejam também dezenas de especies de Aves e Pássaros que surgiram na America do Sul onde o evento ocorreu há 90 milhões de anos e as espécies se diversificaram em paralelo à deriva continental e às sucessivas mudanças climáticas

As mais de 10.000 espécies de aves modernas que sobrevoam os céus do planeta procedem de ancestrais comuns que, há cerca 90 ou 100 milhões de anos, saíram do que hoje é a América do Sul. Um novo estudo que combina evolução genética e registro fóssil sustenta que a expansão e diversificação dos pássaros pelo resto do mundo aconteceu por duas rotas opostas, marcadas pela deriva dos continentes e pelas sucessivas mudanças climáticas. Sobre a origem das aves modernas, ou neornithes, quase não há certezas. A ciência considera provado que elas procedem de dinossauros terópodes, e aí termina o consenso.

Os primeiros pássaros, já diferenciados dos sáurios, apareceram no Cretáceo, mas esse é um período geológico tão grande que permite que alguns cientistas defendam a teoria de que há 170 milhões de anos já havia aves na Terra, enquanto outros atrasam sua aparição a 67 milhões de anos atrás. Sua distribuição geográfica original é outro fator de discórdia, e mais ainda, definir quando começaram sua diversificação e expansão. Um dos problemas para seguir a pista das aves é a irregular distribuição dos registros fósseis. De maneira comparativa a outros períodos, há menos fósseis do Cretáceo, quando América do Sul, Antártida e Austrália formavam o grande bloco continental Gondwana, na parte sul do planeta, enquanto América do Norte, Europa e Ásia integravam Laurásia, no norte.

Esse fator dava força à tese da origem nortista dos pássaros. Além disso, independentemente de sua localização, a maior parte dos fósseis encontrados não são do Cretáceo, mas do período seguinte, o Paleógeno, depois da extinção dos dinossauros. “Com muito poucas exceções, os fósseis das aves modernas encontrados são posteriores à extinção do Cretáceo-Paleogeno”, afirma o pesquisador do Museu de História Natural de Nova York, o uruguaio Santiago Claramunt. Isso levou muitos especialistas a sustentar a teoria de que a diversificação das aves não aconteceu até essa extinção, conhecida como evento K-Pg e que acabou com 75% das espécies do planeta, possivelmente pelo impacto de um meteorito. O desaparecimento dos dinossauros deixou um espaço que outros animais, como os mamíferos e as aves, até então relegados na pirâmide ecológica, souberam aproveitar.

Claramunt e o também pesquisador de aves do Museu de História Natural de Nova York Joel Cracraft criaram uma nova árvore temporal das aves combinando o registro de fósseis e dados genéticos de 230 espécies, representando quase todas as famílias de aves atuais. Há determinadas sequências de DNA que mudam de forma constante, mas lentamente, o que, ao comparar espécies extintas conectantes, permite obter um relógio molecular que mede a divergência entre espécies. Os resultados, publicados por Science Advances, permitem que o ornitólogo afirme: “Nosso trabalho, que coincide com estudos prévios, baseados em DNA, defende que os pássaros começaram a se diversificar antes da extinção em massa”.

Concretamente, as aves começaram a dominar os céus há cerca de 95 milhões de anos, 30 milhões antes que o meteorito ou asteroide pusesse um fim ao Cretáceo e, também, aos dinossauros terrestres. Remontando esta árvore das aves até chegar às suas raízes, os pesquisadores chegaram à América do Sul.

A seriema (Cariama cristata) pertence a uma das linhagens mais antigas e procede da América do Sul. / Joel Cracraft

“O que fizemos nesse artigo é uma estimativa da localização geográfica dos ancestrais das aves modernas, utilizando a árvore evolutiva junto com informações da distribuição de fósseis e aves atuais”, explica Claramunt. “O resultado é um claro sinal de que as aves modernas se originaram na América do Sul, ou, pelo menos, nas porções ocidentais de Gondwana, que estavam conectadas nessa época”, acrescenta. Isso significa que as aves atuais, desde as Palaeognathae, como os avestruzes ou o extinto moa gigante, até as Neoaves, passando pelas Galloanserae – que incluem as aves de curral e as aquáticas -, compartilham um ancestral comum que voava pelos cálidos céus da América tropical.

Partindo da América do Sul, e após a grande extinção, as aves se espalharam pelo resto do planeta por duas rotas principais, segundo os autores deste estudo. “Nos tempos do ancestral comum mais próximo de todas as aves, no princípio do período Cretáceo, segundo nossa nova estimativa, o supercontinente sulista de Gondwana já tinha começado a se fragmentar. África e Índia, já haviam se separado, enquanto outros continentes ainda não. América do Sul, Austrália e Zelândia estavam conectados através da Antártica, que, nessa época, tinha um clima benigno”, comenta o especialista uruguaio.

A mais problemática é a rota de expansão pelo norte, que levou as aves à América do Norte e à Eurásia. A história geológica da Terra mostra que os continentes se unem e se separam a cada 250 ou 300 milhões de anos. A reunificação continental mais recente das duas Américas aconteceu há cerca de 13 milhões de anos, ou seja, muito depois de os pássaros povoarem o hemisfério norte. Para os pesquisadores está clara a possibilidade da existência de um corredor entre ambas as Américas quando a do Norte ainda estava unida à Europa.

Outro elemento que analisaram é a grande diversidade de espécies de aves existentes, mais de 10.000 catalogadas até agora. Esta diversificação não é de agora, mas também não se deveria, segundo os autores do estudo, a uma espécie de Big Bang aviário após o evento K-Pg. As causas são endógenas.

“Nossos resultados revelam que a mudança climática é a grande responsável pela diversificação das aves”, comenta Claramunt. Segundo seu trabalho, quando o planeta se esfria, as taxas de diversificação aumentam e o processo se inverte quando o planeta se aquece. “Acreditamos que isso é a consequência da retração e da fragmentação de biomas tropicais durante longos períodos de esfriamento, o que geraria isolamento de povoações e especiação. Não descartamos a ocorrência de algum efeito adicional ao evento da extinção que acabou com os dinossauros, mas o efeito climático é claro e explica a dinâmica evolutiva das aves desde o Cretáceo até o presente”.

1095_287380008043852_560384039_n 22609_287349418046911_301106252_n 46550_287379901377196_1282403594_n 47907_287236454724874_1159838154_n 60731_287356551379531_1558800865_n 60780_287377154710804_290975451_n 61135_287363281378858_2026022115_n 61181_287362008045652_1911259548_n 69134_287354078046445_1998120026_n 75125_287236788058174_1253006208_n 75640_287349521380234_665001734_n 75758_287375448044308_208830158_n 76274_287353724713147_3530708_n 148886_287391294709390_108496913_n 148895_287377618044091_2018650619_n 150182_287360974712422_1168533424_n 150195_287392624709257_326079471_n 155182_287357174712802_1367877859_n 155656_287341051381081_1440265326_n 189251_287347871380399_317317006_n 190199_287351221380064_2141872090_n 197430_287390931376093_1111586307_n 199934_287354728046380_579633786_n 199991_287363408045512_1925602320_n 208036_287375828044270_39114996_n 227594_287351358046717_1793653885_n 229797_287349048046948_496714042_n 246680_287392388042614_1006771377_n 246701_287370264711493_622621644_n 246778_287360811379105_1098382776_n 247329_287363551378831_426148949_n 254455_287355338046319_73109129_n 254508_287308618050991_713330890_n 254511_287359734712546_669705989_n 254519_287347554713764_524802547_n 255422_287350781380108_1766699421_n 260191_275908299191023_1391321660_n 261846_287351134713406_1446700278_n 262877_275907625857757_1623909111_n 270704_275908702524316_265415329_n 282239_287356848046168_342600958_n 282383_287348104713709_1430565248_n 283487_287380238043829_312543578_n 284194_287799168001936_221676965_n 285046_287356144712905_788753934_n 285605_287359051379281_865500961_n 292721_287350084713511_1552335037_n 292802_287377341377452_1549746169_n 292832_287391611376025_522929194_n 292858_287372828044570_353497322_n 293786_287377481377438_1504816173_n 296877_275908149191038_1897304363_n 302189_287384541376732_1718601840_n 307704_275908569190996_1095999317_n 317544_287372908044562_241230837_n 375858_287369821378204_1924501061_n 375968_287235564724963_1847157533_n 377713_275908019191051_789128718_n 384330_287377251377461_531070644_n 385704_287361248045728_587135257_n 385725_287361761379010_1178733859_n 391572_287361144712405_2138300926_n 393341_275908455857674_1844583573_n 398262_287350251380161_1100505540_n 399125_275914335857086_211394141_n 399144_275915325856987_1557785525_n 403977_287356308046222_839021795_n 404034_287354884713031_1836790974_n 404126_287354378046415_1107418496_n 404151_287307781384408_1634461226_n 408272_275915709190282_236890362_n 416796_287352684713251_1543749692_n 420799_287376654710854_221386163_n 421321_287376788044174_388726680_n 421337_287391908042662_27019698_n 424763_287354231379763_545659382_n 425907_287307834717736_1063662728_n 426251_287393258042527_1701208333_n 426252_287351664713353_446470128_n 426312_287384208043432_138566513_n 427912_287353151379871_470076235_n 430105_287385024710017_387012770_n 430158_287357568046096_1643556876_n 430431_287356944712825_1107141769_n 431747_287392834709236_1301327926_n 485654_287348331380353_819663761_n 485831_287355771379609_1414153484_n 486926_287376738044179_752633264_n 487516_287353271379859_919012972_n 487524_287379778043875_1440961413_n 487559_287362484712271_645851146_n 487619_287371291378057_1054235151_n 522206_287369941378192_1698547688_n 522306_287363194712200_756165267_n 522388_287353004713219_1079464940_n 522394_287380068043846_268041025_n 522403_287309204717599_1037313579_n 523924_287358618045991_1631525049_n 523939_287377961377390_933399504_n 524886_287357278046125_1404740032_n 527726_287353361379850_16890243_n 535828_287349751380211_391951649_n 539325_287349304713589_704337707_n 539483_287355098046343_1106657852_n 540983_287361871378999_1737963661_n 545321_287373071377879_572895755_n 545668_287236288058224_220718225_n 546435_275915125857007_659305771_n 547037_287373144711205_2134416199_n 547973_287348228047030_655302785_n 548053_287384354710084_1810361235_n 548287_287393618042491_1361385054_n 548635_287308841384302_632728429_n 548728_287357851379401_2071025804_n 548800_287375641377622_1358024007_n 550603_287348948046958_1039668152_n 552233_287361598045693_1507528067_n 553558_287349141380272_1285182018_n 554258_287351998046653_1728611164_n 554263_287384861376700_986170004_n 554298_287394058042447_922565875_n 554415_287375558044297_1390886857_n 557067_287350588046794_802500491_n 557104_286335674814952_816849517_n 559470_287380194710500_487150061_n 559528_287380334710486_1178302865_n 560392_287308478051005_1474961966_n 563896_287390501376136_774447804_n 563997_287353531379833_23040840_n 564055_287355511379635_723124662_n 564789_287379721377214_148089941_n 565001_287352888046564_673817296_n 576290_287354544713065_157144957_n 576872_287377798044073_63908722_n 576945_287353884713131_975651617_n 576982_287351048046748_220259228_n 578397_287352491379937_1346964353_n 580941_287370144711505_47090555_n 580990_287348521380334_1005333436_n 581013_287347691380417_2076117314_n 598738_287361368045716_1794576068_n 598807_287393031375883_70946524_n 598820_287348454713674_1122181979_n 598938_287363634712156_712884573_n 601534_275914729190380_2033306083_n 602412_287356738046179_1212499564_n 644080_287799378001915_1529133093_n 644587_287348848046968_632169391_n