A dona de casa e agora escritora, Michelle Louise Paranhos de 42 anos, concretizou seu grande sonho, o lançamento do seu primeiro livro, que foi realizado no West Shopping em Campo Grande RJ onde autografou seus livros, Intitulado “Ponto de Ressonância”. O livro aborda questões controversas como gestação indesejada e o mito do amor materno, os limites da medicina, síndrome genética rara, distúrbios psicológicos e as verdades que escondemos daqueles que amamos.

A autora e moradora de Seropédica, casada e mãe de três filhos (Lorena de 10, Thiago 13, e Giovane 17anos) considera a obra mais do que um livro, é a história de uma vida. A autora é portadora de uma doença degenerativa, síndrome genética rara chamada Esclerose Tuberosa, e que vem sendo acompanhada pela, psicanalista e grafóloga Tânia Santos. “Mesmo com todas as dificuldades, ela conseguiu um dinheiro emprestado para mandar imprimir seu livro”. Diz Tânia.

O seu filho Giovane de 17 anos considera a sua mãe um exemplo de perseverança e luta pela vida. “O que mais admiro nela é a sua coragem para enfrentar o desconhecido, superar as barreiras e estar aberta para o novo, comprovando que sempre é tempo para evoluir como pessoa, quero me espelhar nela”, relatou.

A trama serve de ponto de partida para a autora discutir as relações fragmentadas e o despreparo da juventude ao lidar com aspectos mais hostis do mundo adulto ,e ainda traz ao conhecimento do grande público e da classe médica a síndrome genética rara chamada Esclerose Tuberosa, emprestando sua voz à personagem ,além de incluir alguns relatos de pacientes dessa síndrome, com os quais a autora travou conhecimento nos últimos dez anos ,após ter descoberto aos 32 anos, que ela mesma e sua filha caçula ,com então dois meses de vida, eram portadoras da referida síndrome.

Através das personagens, a professora aposentada da rede pública de ensino fundamental e autora do romance “Ponto de Ressonância” Michelle Louise Paranhos ,descreve os sintomas da síndrome esclerose Tuberosa, possíveis tratamentos e os desafios superados no dia a dia pelos portadores desse quadro tão raro, que ainda suscita dúvidas nos especialistas, e que ainda hoje, após ser descrita em 1880 por Désiré Magloire Bourneville, carece de pesquisas do meio científico para adequados tratamentos, terapias medicamentosas eficientes e até mesmo uma possível cura. A doença até hoje permanece incurável e se revela progressiva e degenerativa.

Trechos do livro:
Pg 198: “As certezas que você procura não são possíveis. E por isso a esperança aparece para você como um engodo, uma fantasia. Se não há cura, não há porque lutar, então porque ter esperança?”
Pg 263: “os diapasões começam a emitir sons, na mesma altura que o primeiro diapasão vibrar, o segundo diapasão irá vibrar também, por causa de um efeito da física, chamado Ponto de ressonância. As pessoas também são assim, Roberta; elas vibram e costumam responder àquilo que escutam: se for amor, respondem com amor; Se for raiva aquilo que receberem elas responderão com raiva também. Isso é para todos os sentimentos: amor, raiva, ódio, mágoa…pense nisso”

Opinião de leitores:
“Surpreendente, final leve e bem criativo, deixando uma mensagem de otimismo e superação ”- Rose Bragatto, autora de Bela Adormecida e Mulher adormecida, Cativeiro Nunca mais (literatura juvenil) e outros livros e que estiveram em 2014 em exposição como autora Brasileira convidada do Salão de literatura de nova York.
“Ponto de Ressonância, de Michelle Paranhos me surpreendeu pela leitura de fácil compreensão e por seguir uma linha de raciocínio que nos faz emergir na história sem medo de nos decepcionar. O enredo se inicia em torno de um mundo universitário e em especial duas jovens cheias de conflitos e questões pessoais que nos faz querer aprofundar mais e mais na história a fim de saber o desfecho dessa trama tão envolvente e cativante” – Priscila Magalhães Palmeira, autora de as crônicas de Silbery – O segredo do Bosque.
“Ponto de Ressonância” pode parecer pela sinopse uma história a mais sobre garotas, juventude, amores e etc., mas é muito mais que isso. No começo realmente é apenas mais uma história de uma jovem que vai para a faculdade, e tenta se entrosar com aquele mundo novo, mas com o desenrolar da história nos vemos dentro de uma história sensível, onde nem tudo que acontece conosco é justo e fácil. A autora aborda com leveza um assunto muito sério e nos traz conhecimento de uma doença pouco conhecida, alternando a narrativa entre passado e presente, onde às vezes se torna confuso, mas necessário para que a história tome o rumo correto.

Recomendo a leitura para aqueles que gostem de um romance sensível e de quebra com alguns aconselhamentos psicológicos e conhecimentos médicos bem interessantes.” Resenha da Blogueira Gleise Pacheco do blog/página do facebook:” Sugestões de livros/capasinopse”
Contatos:
Editora Autografia: www.autografia.com.br/loja
E-mail: [email protected]
WhatsApp:(21) 976192494
skoob: www.skoob.com.br/livros/ponto de ressonância/424937ed481239
Fanpage Facebook: https://www.facebook.com/pages/Ponto-de -Resson%C3%A2ncia/375854775909976?fref=ts
wattpad: www.wattpad.com.32086458-ponto de- ressonanciadegustao/parts

100_3460 100_3461 - Copia 100_3462 - Copia 100_3467 100_3468 100_3470 100_3472 100_3473 100_3480 100_3483 100_3487 100_3493 100_3495 100_3496 100_3500 100_3508 100_3509 100_3510 100_3512 100_3513 100_3516 100_3525

 

Faça o seu comentário