A morte de militar do Exército ocorrida durante patrulhamento no conjunto de favelas da Maré foi lamentada pela presidenta Dilma Rousseff. Em nota divulgada no fim da noite de hoje (28) pela Secretaria de Imprensa da Presidência da República, Dilma diz que recebeu com pesar a notícia da morte do cabo do Exército Michel Augusto Mikami.
Dilma lamenta morte de militar do Exército no Complexo da Maré
 

“Ele morreu no cumprimento do dever, na missão de pacificação empreendida pelo Exército Brasileiro”, disse a presidenta. “Quero expressar minha dor e minha solidariedade à família e aos amigos de Michel”, acrescentou.

O cabo Michel Mikami morreu hoje (28), atingido por uma bala na cabeça, durante confronto com criminosos. O militar chegou a ser levado para a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) da região, mas não resistiu ao ferimento.

Ele tinha 21 anos e era natural do município de Vinhedo (SP). É a primeira morte de um militar da Força de Pacificação no local. Um blindado do Exército também foi atacado a tiros e acabou caindo em um valão, ao tentar manobrar no terreno.

Faça o seu comentário