Descubra mais sobre esses tipos de veículos tão desejados por milhares de brasileiros

Crédito da imagem: Free Images

Se você está pensando em comprar carros esportivos, parabéns! É a ambição de muitos amantes de carros e pode ser uma compra realmente empolgante. No entanto, antes de dar o primeiro salto, vale a pena considerar alguns pontos sobre a realidade de comprar e possuir um carro de alto desempenho.

Características dos carros esportivos: o que os diferencia dos demais

O conceito de carro esportivo é basicamente o de um veículo projetado para um desempenho vigoroso e manejo ágil. Dentre os principais requisitos que um carro deve possuir para ser chamado de esportivo, destacamos a alta manobrabilidade e o peso leve do automóvel.

Os carros esportivos geralmente têm formato aerodinâmico (desde a década de 1950) e têm um centro de gravidade baixo em comparação aos modelos padrão. A direção e a suspensão também são normalmente projetadas para um controle preciso em altas velocidades.

Impostos: como calculá-los sobre o valor de um carro esportivo no Brasil

Pode ser difícil não se perder em meio a essa verdadeira sopa de letrinhas que forma os impostos no Brasil, mas pensando especificamente na aquisição de veículos, os principais tributos cobrados no valor de um carro à venda são:

ICMS

O Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual, Intermunicipal e de Comunicação é definido pelos poderes executivos estaduais e, por isso, possui alíquotas diferentes de estado para estado.

Em Alagoas, no Amazonas, no Amapá, na Bahia, no Ceará, no Distrito Federal, no Maranhão, em Minas Gerais, na Paraíba, no Paraná, em Pernambuco, no Piauí, no Rio Grande do Norte, no Rio Grande do Sul, em São Paulo, em Sergipe e no Tocantins, a alíquota do ICMS é de 18%.

No Acre, no Espírito Santo, em Goiás, em Mato Grosso, no Mato Grosso do Sul, no Pará, em Roraima e em Santa Catarina, a alíquota é de 17%. Os estados que possuem o valor mais diferenciado são o Rio de Janeiro e Rondônia, que possuem alíquotas de 20 e 17,5%, respectivamente.

IPI

O Imposto sobre Produtos Industrializados é de âmbito federal e a sua alíquota varia de acordo com a potência do motor do carro, sendo de 2% para motores 1.0 e de 8% para motores até 2.0, desde que sejam do tipo flex. Para carros importados, a taxa oscila entre 32% e 38%.

Se considerarmos que estamos falando de carros esportivos, que possuem motores mais potentes e que muitos vêm de fora do país, a alíquota do IPI pode ser bem maior que a de um carro popular.

COFINS

A Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social também é um tributo federal e cobra uma taxa de 7,6% sobre o preço final do veículo. O COFINS é usado para financiar o INSS.

PIS

O Programa de Integração Social é outro imposto federal, dessa vez destinado ao pagamento de abonos a trabalhadores que recebem salário mínimo. A alíquota é a menor de todas, ficando em 1,65%.

Cuidados importantes em relação às características e ao cálculo de impostos de carros esportivos

Cuidados em relação ao cálculo de impostos

De acordo com especialistas, os impostos pode representar de 37,2% a 54,8% do preço cobrado pelos automóveis feitos em solo brasileiro. No caso de modelos vindos do exterior, é necessário ainda incluir as taxas do IPI que, como já citadas anteriormente, podem oscilar de 32 a 38% sobre carros importados.

Para evitar ser vítima de preços exorbitantes, que extrapolem esses percentuais e até mesmo o valor de mercado do veículo que você deseja adquirir, vale a pena dar uma conferida na Tabela Fipe antes de comprar carros esportivos.

Essa tabela, que é elaborada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, permite a consulta dos valores que são usados no Brasil pelas concessionárias para determinar o valor de compra e venda de veículos no mercado nacional.

É bom saber também da existência da Lei nº 12.741/2012, conhecida como “Lei da Transparência”, que obriga as concessionárias e montadoras a descreverem os percentuais de impostos que estão embutidos nos preços dos produtos na nota fiscal. Caso descumpram, podem pagar uma multa que varia de R$ 400 a R$ 7 milhões.

Então, caso você esteja pensando em comprar um carro esportivo, mas tem suas suspeitas de que o valor cobrado está sendo abusivo, você pode pedir à concessionária que informe os percentuais de impostos que incidiram no valor do veículo e comparar esse valor com o de outras montadoras, sem esquecer, claro, da Tabela Fipe.

Lembrando que carros esportivos não são apenas aqueles importados de marcas famosas, como os da Ferrari e da McLaren. Há muitos outros veículos esportivos vendidos no Brasil que também são muito bons e consideravelmente mais baratos, como o Renault Sandero e o Golf, por exemplo.

Se ainda assim estiver achando os automóveis esportivos novos muito caros, você sempre pode recorrer ao mercado de carros usados para tentar encontrar um modelo esportivo mais em conta para você.

Cuidados em relação às características dos carros esportivos

Uma vez que você tenha feito a sua pesquisa e escolhido o veículo esportivo dos seus sonhos em meio a todos aqueles anúncios de carros usados e novos, agora é de sua inteira responsabilidade garantir que ele permaneça em boas condições.

Devido à natureza dos carros esportivos, eles podem precisar de um pouco mais de cuidado do que os carros comuns. Além disso, quando os veículos esportivos quebram, eles costumam ser mais caros para consertar, por isso é sempre uma boa ideia prestar atenção extra à conservação e à manutenção deles.

Aqui estão algumas coisas simples que você pode fazer para manter o seu carro esportivo em condições ideais.

  1. Fique de olho nos seus níveis de fluidos

Verifique o óleo, o fluido de freio, o fluido da direção hidráulica e o líquido de refrigeração regularmente. Use um líquido de arrefecimento que ofereça proteção contra ferrugem e corrosão, bem como a temperaturas extremas, e é muito importante que sempre tenha uma reserva desses fluidos na garagem.

  1. Verifique os seus pneus com frequência

Dirigir em alta velocidade vai sobrecarregar os seus pneus, então cuidar deles é essencial. Verifique regularmente a profundidade, o desgaste e as pressões do piso de todos os seus pneus.

  1. Mantenha o carro limpo

Lavar e encerar o seu veículo regularmente não só irá mantê-lo com um visual melhor, como também ajudará a protegê-lo da corrosão e do desbotamento da pintura.

Lembre-se de que os detritos da estrada são uma das principais causas de ferrugem e corrosão, e o seu carro esportivo de baixa altitude é mais vulnerável a eles do que a maioria dos outros tipos de veículos.

Compartilhe o post nas suas redes sociais e mostre aos seus amigos o quanto já sabe sobre carros esportivos!

Faça o seu comentário