Alunos da UFRRJ denunciam prática de Dano Ambiental realizado pela direção de uma das maiores Universidades da America Latina, que inclusive possuem Cursos voltados ao meio ambiente. O Site Seropédica Online recebeu a seguinte denuncia conforme fotos em anexo:

” Nós alunos da Rural ficamos muito tristes em saber e ver que nossa universidade não age de acordo com o que nos ensinam. Eu como aluno não entendo como a Rural que possui cursos na área ambiental, como biologia e engenharia ambiental não se preocupa em seguir as normas ambientais causando inúmeros danos ao meio ambiente”.

Alunos inconformados com esta situação, entram em contato com a Secretaria de Ambiente de Seropédica e solicitam providencias. Segundo os mesmos alunos, uma equipe técnica da Secretaria de Ambiente da Prefeitura de Seropédica esteve no local e multou a UFRRJ.

No terreno foi feito terraplanagem modificando curso do canal, a obra ainda destruiu a vegetação nativa, danificando todo solo. Os impactos ambientais são definidos por Resolução do Conama nº 001/86 como “qualquer alteração das propriedades físicas, químicas e biológicas no meio ambiente, causada por qualquer forma de matéria ou energia resultante das atividades humanas que, direta ou indiretamente, afetam a saúde, a segurança e o bem estar da população; às atividades sociais e econômicas; a biota; as condições estéticas e sanitárias do meio ambiente; a qualidade dos recursos ambientais”.

A terra é habitada por bilhões de inquilinos, cujos rastros e conseqüências de seus atos permanecerão por muito tempo depois de sua partida. Por isso, sendo o meio ambiente requisito vital para vida humana neste planeta, é de suma importância a proteção ao mesmo. Por isso, um sistema de ressarcimento e controle de danos ambientais é essencial e um mecanismo para preservação e manutenção do mesmo.

Seropédica tem passado por inúmeros danos ambientais, como a instalação de Centro de Tratamento de Resíduos em cima de um dos maiores Aquíferos do Brasil, a destruição do solo com os areais que abrem vários buracos e depois abandonam deixando lagos imensos, o esgoto que é jogado no Rio Guandu que abastece de água o Rio de Janeiro. E agora uma Universidade que tanto falou sobre conservação do Ambiente, mas ela mesmo não faz o dever de casa.

85e58186-08e5-4c04-b2c1-5802718726e7 9eaef295-ba21-41b9-a1cf-f6e579898cc7 23c786ba-2fa5-4de0-af1f-4c173b4acec7 23c38154-824f-4460-81bc-037b6b9831c0 47fd60cc-4bf2-4e2e-bb16-03cde37eb922 56cf0882-b2a6-412f-83aa-b45060d5c4b0 85e58186-08e5-4c04-b2c1-5802718726e7 572c022b-7f6e-4b3b-8795-fbd10a78adeb 7272710f-1ab1-4ee1-ba89-79a00adc7f98 c6f8cd27-9ca9-40c5-89fa-7f00ecd0b62d c6159285-e353-4f59-9a08-c2a40734173a ee69ba99-4894-4c1f-b06d-59ebbb923c87 ef062c97-7f6f-4a46-86f4-163ed5978e7f

Faça o seu comentário