Comitê Guandu-RJ receberá visita de agência francesa de águas para discussão de termo de Cooperação técnica França-Brasil

O acordo visa o aperfeiçoamento do Sistema de Gestão de Recursos Hídricos nas bacias hidrográficas do rio Guandu

O Comitê das Bacias Hidrográficas dos rios Guandu, da Guarda e Guandu-Mirim (Comitê Guandu-RJ) recebe na quinta-feira, dia 18, em sua sede em Seropédica/RJ, especialistas da Agência de Águas francesa Loire Bretagne e do Departamento Internacional da Água (Office International de l’Eau – OIEau). Diretores do Comitê e especialistas da entidade delegatária, a Associação Pró-Gestão das Águas da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul (AGEVAP), vão fechar um acordo de cooperação técnico-cientifica, que vai abranger várias áreas da gestão da Bacia do Guandu.

A ideia surgiu no 8º Fórum Mundial da Água, realizado em Brasília, em março deste ano, quando as agências iniciaram os entendimentos sobre a oportunidade de cooperação de longo prazo entre as instituições. A ideia é reforçar os laços internacionais na gestão dos recursos hídricos e o fortalecimento institucional. O acordo prevê linhas de cooperação em temas como planos de recursos hídricos, monitoramento quali-quantitativo e, capacitação de atores do sistema em diversos níveis para variados públicos visando atingir os objetivos das Políticas Nacional e Estadual de Recursos Hídricos.

O modelo francês de gestão das águas, que é reconhecido mundialmente e constantemente citado pela comunidade científica, serviu como base para a concepção do Sistema de Gestão de Recursos Hídricos no Brasil, por isso, esse acordo se faz tão importante na busca pela melhoria da disponibilidade e da qualidade dos recursos hídricos, bem como na solução dos conflitos pela água.

O termo prevê atividades que incluem intercâmbio de dados e experiências com foco nos comitês de Bacia, comissões locais de água, gestão participativa, adaptação às mudanças climáticas e a educação ambiental; visitas de estudo e missões técnicas no Brasil e na França, visando o desenvolvimento e a implementação de programas concretos e uma cooperação técnica por etapas; organização conjunta de cursos de capacitação e seminários; além de outras medidas a serem definidas em conjunto.

O Comitê Guandu-RJ é responsável pela gestão das águas que abastecem mais de 9 milhões de pessoas na região metropolitana do Rio de Janeiro e a expectativa é que esse acordo traga inovações e desenvolvimento nesta gestão. A água é um recurso natural limitado e o desafio é geri-lo de forma sustentável, ou seja, garantir o abastecimento das necessidades atuais (abastecimento humano, indústria e setor produtivo em geral, agronegócio, etc), sem comprometer a disponibilidade futura.

Edição de matérias sobre Seropédica e atualidades.

Faça o seu comentário