Rio – No oitavo dia de manifestações dos caminhoneiros e com repartições públicas em ponto facultativo no município do Rio, muita gente ainda precisou sair de casa para trabalhar nesta segunda-feira. Com apenas 45% dos ônibus municipais e 79 BRTs (correspondente a 22%) em três corredores (Transcarioca, Transoeste e Transolímpica) circulando, o que se vê na manhã desta segunda-feira são pontos e estações lotadas. O novo número de veículos articulados voltou a ser reduzido às 9h de hoje.

Em Madureira, na Zona Norte, a espera pelo articulado chegava a mais de vinte minutos — o que às 8h era possível observar pelas filas gigantescas que chegavam a sair da estação. Morando em Vicente de Carvalho, bairro ao lado de Madureira, Claúdia Rodrigues, de 30 anos, disse que saiu de casa antes das 6h para trabalhar. No entanto, quase duas horas depois não havia conseguido chegar no destino final. “Preciso chegar na Barra da Tijuca. A essa hora eu já deveria estar no trabalho”, lembra.

Não é só em Madureira que passageiros enfrentam problemas. Na Central do Brasil, mesmo com alguns ônibus circulando, é possível observar pontos lotados.

“Sai de Nova Iguaçu (na Baixada Fluminense) as 4h da manhã. Trabalho em Itaipu, em Niterói. Estou aqui no ponto (da Central) há uma hora e nada. Sou diarista e recebo por dia. Arrisquei a sair de cada porque preciso pagar as minhas contas”, lembra Claudinete Pereira, 51 anos.

Com menos articulados nas ruas, estações do BRT estão ficando lotadas – Severino Silva

Nos bairros de Cascadura, Vicente de Carvalho, Marechal Hermes, Jacarepaguá e Penha há relatos de moradores que estão nos pontos de ônibus há mais de duas horas. Segundo o consórcio BRT, a expectativa é de receber novas carretas com combustível e, com isso, aumentar o percentual na operação de volta para casa, a partir das 16h. 

A Rio Ônibus também informou que o número de coletivos na rua deve aumentar conforme as carretas de combustíveis comecem a ser liberadas para as garagens. 

Confira as linhas que vão funcionar das 9h às16h:

Transoeste:

10 (Expresso – Santa Cruz x Alvorada); 12 ( Expresso – Pingo D’água x Alvorada); e 21A (Parador – Recreio Shopping x Jd. Oceânico) – intervalos variando de 10 a 15 minutos

Transcarioca:

35 (Parador – Madureira x Alvorada), 40 (Expresso – Madureira x Jd. Oceânico) e 41 (Expresso – Madureira x Terminal Recreio) – intervalos variando de 10 a 20 minutos

Transolímpica:

50 (Parador – Jd. Oceânico x Centro Olímpico), 51 (Parador – Terminal Recreio x Vila Militar) e 53 (Expresso – Sulacap x Jd. Oceânico) – intervalos entre 15 e 20 minutos.

Fonte: Jornal O Dia