A política de internacionalização implementada pela atual gestão gera uma nova dinâmica acadêmica na instituição centenária

A internacionalização é considerada atualmente um dos pilares do desenvolvimento das instituições de ensino superior. A globalização das atividades de pesquisa, ensino e extensão demandam uma interação dinâmica das universidades brasileiras com instituições de outros países possibilitando a troca permanente de conhecimentos científicos e culturais.

Nesse sentido, em dezembro de 2017, O Conselho Universitário da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) definiu a internacionalização como política de importância estratégica para o cumprimento de sua missão institucional e aprovou o plano institucional quadrienal de internacionalização.

A instância orgânica da Reitoria da UFRRJ que articula a execução destas políticas junto às outras Pró-Reitorias é a Coordenadoria de Relações Internacionais e Institucionais (Corin) que, desde abril de 2017, está sendo gerida pelo Professor José Luis Luque.

O plano de internacionalização da UFRRJ tem como matriz fundamental o intercâmbio acadêmico e cultural com instituições estrangeiras. A mobilidade internacional permite ao discente cursar um semestre do seu curso em universidades do exterior. Os editais inéditos de auxílios financeiros para mobilidade internacional de alunos de graduação financiados com recursos oriundos do orçamento institucional têm tido especial destaque.

Em 2018 e com um esforço institucional sem precedentes, foram selecionados 15 discentes de graduação para cursar um semestre acadêmico em universidades da Espanha e de Portugal. Em abril deste ano, realizou-se a segunda edição desse edital e mais 15 estudantes viajarão para esses países. Nesta última edição, a seleção de estudantes teve como base uma reserva de vagas para os alunos cotistas com a finalidade de aumentar o grau de inclusão social desta política institucional. Ainda em 2019, outro edital inédito foi lançado para incentivar a mobilidade acadêmica dos alunos de graduação da Rural para universidades da América Latina e do Caribe e cujos resultados serão publicados em breve. Esse edital possibilitará a viagem de mais 15 estudantes para cursar um semestre acadêmico no exterior e fortalecer os vínculos com instituições latino-americanas.

Os processos de seleção são bastante disputados e tem envolvido, até o momento, mais de mil estudantes. A seleção é feita por uma comissão nomeada pela Reitoria que inclui docentes e técnico-administrativos de vários cursos da UFRRJ. São avaliados o rendimento acadêmico e o currículo do candidato, assim como a carta de intenções onde o estudante descreve suas motivações e propósitos. Os auxílios financeiros são distribuídos proporcionalmente para alunos de todos os cursos e todos os campi.

Adicionalmente, a Corin articula e organiza na UFRRJ os editais do Programa de Bolsas Ibero-Americanas do Banco Santander cujo principal objetivo é contribuir com o desenvolvimento do espaço ibero-americano através do intercâmbio de estudantes universitários. Entre 2018 e 2019, 03 estudantes da UFRRJ foram beneficiados com essa modalidade de bolsa. Neste ano, após articulação com a REARI (Rede das Assessorias Internacionais das Instituições de Ensino Superior do Rio de Janeiro), a Rural participou pela primeira vez do Programa Reari/RJ-Utrecht, o qual possibilitou a seleção de 03 alunos de graduação para cursar mobilidade internacional em universidades da Europa. Também neste ano, a Corin apoiou a seleção de duas estudantes de graduação do curso de Relações Internacionais para cursar mobilidade internacional no Canadá por meio do programa ELAP (Emerging Leaders in the Americas Program).

Além disso, a UFRRJ como membro do Grupo Coimbra de Universidades Brasileiras (GCUB), cuja missão é promover relações acadêmicas, científicas e culturais entre as instituições associadas e parceiros internacionais por meio de programas, projetos e ações de cooperação internacional, bilaterais e multilaterais, teve a oportunidade de participar de Programas que incentivam a vinda de estudantes de outros países para cursar mobilidade na Rural (BRACOL, BRAMEX). Desta forma, a Rural recebeu neste ano 08 alunos provenientes de diversas universidades colombianas, ao mesmo tempo que enviou 06 estudantes para universidades da Colômbia e do México. Para o segundo semestre de 2019, aguarda-se a vinda de mais 03 estudantes desses países.

O programa “Bolsas Brasil”, organizado pelo GCUB e pela Organização dos Estados Americanos (OEA), é considerado o maior programa de bolsas de toda a história da OEA e representa uma das mais importantes iniciativas de cooperação regional no âmbito educacional para o desenvolvimento da América Latina e do Caribe. Seu principal objetivo é contribuir para a integração e para o fortalecimento regional das Américas por meio da formação de estudantes em cursos de pós-graduação stricto sensu em nível de Mestrado e de Doutorado. Em 2017, a UFRRJ participou desse programa pela primeira vez possibilitando a vinda, até o momento, de 08 estudantes estrangeiros para cursar mestrado e doutorado nos diversos programas da instituição.

Todas essas atividades de intercâmbio são acompanhadas de ações de apoio no aprendizado de idiomas por meio do Núcleo Institucional do Idioma sem Fronteiras (IsF), o qual ministra cursos intensivos de inglês, francês, espanhol e português para estrangeiros através de apoio financeiro institucional, com base no documento de Política linguística proposto pela Corin e aprovado pelo Conselho Universitário em 2018.

Também, em 2017 foi inaugurada a nova “Casa de Hospedes Professor Laerte Grisi” para ajudar no alojamento de visitantes estrangeiros. Esta casa conta com internet (Wi-Fi), climatização em todos os cômodos, área de lazer, cozinha equipada multiusuário, e área de lavanderia.

Ademais, para ampliar seus relacionamentos com instituições estrangeiras, a Corin vem implementando também uma política de aumento do número de acordos de cooperação acadêmicos internacionais tendo praticamente dobrado, desde 2017, o número de acordos firmados.

Por: Prof. José Luis Luque

Visita do Prof. José Luis Luque (Coordenador da CORIN) à Universidade do Porto. Encontro com os intercambistas da Rural.
O Reitor da UFRRJ, Prof. Ricardo Berbara, recebendo o grupo de intercambistas que visitaram a Universidade de Maryland nos Estados Unidos em 2018

Dessa maneira, até 2021, a Corin pretende continuar aumentando o leque de oportunidades de intercâmbio internacional para docentes e discentes da UFRRJ, complementando esses esforços com ações estruturantes que permitam manter e ampliar essas políticas no futuro, na certeza de que sua divulgação e implementação contribuirão para uma inserção diferenciada da UFRRJ e de Seropédica no contexto internacional.

Visita do pró- reitor de Internacionalização da Universidade Alioune Diop de Bambey, Senegal.
Inauguração pelo Reitor Ricardo L. Berbara, da “Casa de Hospedes Laerte Grisi” destinada ao esforço de internacionalização da UFRRJ
Reunião dos Estudantes selecionados para mobilidade internacional 2018 com o reitor Ricardo Berbara e a equipe da Corin.
O Reitor da UFRRJ, Ricardo Berbara, recebendo estudantes estrangeiros de graduação e de pós-graduação que chegaram para fazer mobilidade, mestrado e doutorado em diversos cursos da UFRRJ em Seropédica e Nova Iguaçu. Alunos do Chile, Colômbia, Honduras, Nicarágua, Paraguai e Peru estivam presentes
Visita de uma delegação de estudantes e docentes da Universidad Autónoma de Manizales (Colômbia) que realizaram uma visita técnica de duas semanas na UFRRJ.
Prof.José Luis Luque, Coordenador de Relações Internacionais e Interinstitucionais, recepcionando três alunas da Universidade de Lisboa que chegaram à Rural para cursar disciplinas no curso de Direito do Campus Seropédica por intermédio do Programa Erasmus (Brasil – União Europeia) em 2017

Faça o seu comentário