Segundo a polícia, o suspeito chegou a mentir em depoimento, mas as investigações apontaram contradições e Ivo Gaudêncio acabou confessando o crime

Suspeito de ter assassinado a esposa e ateado fogo no corpo da vítima, em Nova Iguaçu, Ivo Batista Gaudêncio, de 37 anos, foi preso, na madrugada deste domingo, por policiais da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF). Investigações apontaram que o crime foi motivado por ciúmes. 

De acordo com a especializada, na última quinta-feira (20), agentes do Grupo Especial de Local de Crime (Gelc) foram acionados após uma mulher ser encontrada carbonizada no porta-malas de um veículo Santana, em Nova Iguaçu.

Momentos após realizarem perícia técnica, os policiais descobriram que o marido da vítima estava internado no Hospital da Posse com ferimentos provocados por queimaduras. Os agentes foram até a unidade de saúde para falar com Gaudêncio, que contou, em depoimento, que o casal havia sido sequestrado e que os criminosos tentaram incendiá-los. 

Ao cometer o crime, o suspeito Ivo Gaudêncio também acabou se ferindo e está internado no Hospital da Posse com queimaduras Divulgação

Entretanto, durante as investigações, foram arrecadadas imagens de câmeras de segurança que apontaram que o homem havia mentido em seu termo de declaração. Por conta disso, os policiais realizaram um novo interrogatório com Gaudêncio e ele confessou o crime.

Segundo os investigadores, o homem contou que após bater com a cabeça da esposa violentamente contra o porta-malas do veículo, a colocou naquele espaço. Ele ainda narrou que em seguida jogou álcool e incendiou o carro. 

Gaudêncio ainda afirmou que matou a mulher por ciúmes, por conta de mensagens que viu no celular dela.

A DHBF solicitou à justiça a prisão do suspeito e um mandado de prisão temporária foi deferido, neste sábado, pelo Plantão Judiciário da Capital, sendo realizada a prisão no Hospital da Posse, onde está internado.

Caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) FÁBIO COSTA/AGÊNCIA O DIA

Ao cometer o crime, o suspeito Ivo Gaudêncio também acabou se ferindo e está internado no Hospital da Posse com queimadurasDIVULGAÇÃO

Ao cometer o crime, o suspeito Ivo Gaudêncio também acabou se ferindo e está internado

Fonte: Meia Hora