A Coordenadora e Psicóloga do CAPS Infantil de Seropédica, Ângela Maria Moura, disse que o CAPSI tem 180 crianças em atendimento. “O Centro de Atenção Psicossocial é um programa do Ministério da Saúde, que faz parte da Rede de Atenção da Saúde Mental, possui caráter aberto e comunitário. Aqui oferecemos para as crianças oficinas, Psiquiatria para atendimento as crianças mais graves, Psicologia, Assistência Social, que atende as famílias e algumas crianças que necessitam, e a Enfermagem. Além disso nós fazemos passeios com as crianças, elas participam de festas etc. Hoje estamos fazendo uma parceria com a UFRRJ e trazendo a Terapia Assistida por Animais, com objetivo de melhorar a cognição, a memória a socialização, o afeto aos animais” Destaca Ângela.

A professora de Veterinária e Coordenadora do SOS Animal da UFRRJ, Juliana Strapasson, disse que o Projeto Terapia Assistida com Animais foi criado através de um Projeto Social vinculado com animais abandonados. Com isso criamos um projeto onde crianças de abrigos vem nos visitar e conhecer o mundo dos animais, estimulamos o carinho e o afeto. E essa prática é muito utilizada em pacientes idosos, crianças, doentes mentais e pacientes com dificuldade motora. A terapia com cães e outros animais de estimação não promete a cura de doenças, mas resulta em benefícios físicos e mentais para os pacientes que recebem visitas dos animais” Afirma Juliana.

A Subsecretária de Saúde, Sirlei Tagiba, agradeceu o apoio da UFRRJ e disse: “Este trabalho ajuda a criança no fortalecimento da afetividade e ajuda a combater o isolamento social, sendo aliada ao combate da depressão, foi muito importante a ajuda da universidade neste contesto, só em ver a alegria das crianças, nota-se que este tipo de tratamento traz melhoras a saúde”

Técnicas de Enfermagem da Escola UNITEC fazendo estagio no CAPS